O atendimento que me conquistou O atendimento que me conquistou
Não trabalho no varejo, mas, como uma assídua consumidora, resolvi partilhar minha experiência aqui. Sou uma verdadeira consumista, gosto muito de comprar sapatos, roupas e bolsas. Aliás, acredito que a maioria das mulheres goste! Então, numa terça-feira à noite, após um dia muito atribulado no trabalho, decidi dar uma passada no shopping apenas para olhar vitrines – afinal, era fim de mês e já não tinha mais dinheiro para comprar nada.

E, por incrível que pareça, numa das vitrines vi um brinco muito bonito. E eu, claro, me animei na hora; esqueci, imediatamente, de todos os problemas daquele dia. No entanto, ao olhar com mais calma aquele brinco, vi também o seu valor. Em pleno fim de mês, não tinha mesmo como comprá-lo.

Devo ter ficado ali parada olhando aquele brinco por uns cinco minutos. Foi quando percebi que alguém falava comigo. Era a vendedora da loja. Ela disse que veio falar comigo, pois notou que eu havia gostado de um dos produtos da vitrine. Isso sempre acontece comigo. Quando gosto de alguma coisa deixo muito claro... Não consigo barganhar nada!

Falei com ela que havia gostado do brinco e ela disse que muitas outras consumidoras também gostavam muito dele. Ela perguntou se eu não gostaria de entrar e ver o brinco melhor. Na mesma hora disse que não podia, pois estava só dando uma olhada mesmo. Ela disse que não tinha problema, que eu poderia apenas experimentar e ver como o brinco ficaria; se gostasse, futuramente, poderia voltar à loja e comprá-lo.

Confesso que não resisti e segui a sugestão da vendedora. Assim que entrei, ela perguntou meu nome e se gostaria de tomar um café ou uma água. Agradeci, mas disse que não precisava. Ela pediu que aguardasse um pouco até que pegasse o brinco. Enquanto esperava, fiquei escutando a música que tocava na loja. Era muito boa e, por incrível que pareça, pareceu me deixar mais à vontade.

Quando a vendedora voltou, pude experimentar o brinco e ver como ele ficaria em mim. Sem dúvida, ficou muito lindo! Mas, infelizmente, precisava me segurar para não cometer nenhuma extravagância e me arrepender depois. Não poderia comprar o brinco de jeito nenhum.

Antes de sair da loja, ela pediu meus dados para fazer o cadastro na loja. Disse que guardaria o brinco e que entraria em contato para falar sobre ele e outras novidades. Realmente a achei muito atenciosa. Antes de sair de lá perguntei sobre as músicas que tocavam na rádio da loja. Ela comentou que eram músicas escolhidas pelos próprios funcionários e que eles reuniam em um CD.

No mês seguinte, após ter recebido a ligação dela, voltei à loja e comprei o brinco. O que me impressionou mais ainda no atendimento foi que, antes de sair, ela me deu um CD com as músicas que eu escutei a primeira vez que estive lá. Não preciso dizer que virei cliente da loja e, especialmente, dessa vendedora!


Causo enviado por Rosa Sanchez.
Tags: Consumo, Atendimento, Shoppings

Já pensou em ter seu texto publicado em um grande site da internet? O Varejista vai te dar essa oportunidade!

Vamos publicar textos de motivação, dicas, artigos e causos do varejo enviados por nossos usuários. Mas, não é só isso. Mande-nos sugestões de empresas para a seção Cases e aproveite também para deixar seu comentário sobre as notícias que são destaques no varejo.

Queremos estar cada vez mais conectados com você. Assim, teremos a chance de interagir e deixar o Varejista do seu jeito!

Contamos com sua participação!

Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
restaurantes moda ano novo consumo shoppings cartões relacionamento atendimento beleza

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront