• Outubro de 2017
Home / Notícias

RJ: Lojas terão ofertas ainda maiores depois do Natal

Rio - Quem deixou para comprar o presente de Natal em cima da hora vai conseguir encontrar preços até 70% mais baixos nas lojas físicas e virtuais. Mas o comércio já planeja oferecer descontos ainda maiores a partir do dia 26. A oportunidade é ideal para o consumidor que não faz questão de entregar o presente no dia 25 ou até mesmo aquele que ainda não escolheu a roupa para passar o Réveillon.

De 26 a 31 de dezembro, o Shopping Grande Rio fará um saldão de Natal com queima de estoque com descontos a partir de 70%. Já a rede Multiplan, que administra o Barra Shopping e o Park Shopping Campo Grande, terá a tradicional liquidação do Lápis Vermelho em janeiro.

O Américas Shopping, por sua vez, está preparando o seu primeiro Saldão de Natal a partir do dia 26, com ofertas que também ultrapassam os 70%.

O vendedor Vinicius Ribeiro, 23 anos, ainda não comprou os presentes e quer aproveitar. “Estou esperando as promoções para ter os descontos maiores”, disse.
Marco Quintarelli, consultor de varejo do Grupo AZO, aconselha que os clientes esperem até passar o Natal para fazer compras. “Podem dar uma lembrancinha de presente no dia 25 para não ficar em branco. Mas depois tem sempre o saldão e muita coisa estará mais barata. Vale a pena esperar para comprar a roupa do Réveillon ou renovar o guarda-roupa das crianças, por exemplo”, sugere.

OFERTAS NAS VITRINES

Enquanto os saldões não chegam, o comércio oferece promoções. Na loja online da Imaginarium, a capa de notebook está 70% mais barata: de R$69,90 por R$19,90. Nas unidades da Fnac, cinco CDs ou DVDs saem por R$50.
Nos shoppings, as ofertas também são tentadoras. No NorteShopping, por exemplo, o cliente encontra roupas com desconto de até 68% na Karamello. É o caso do blazer, que passou de R$319,90 para R$ 99,90. Já no BarraShopping, a Ágatha está com produtos pela metade do preço, como um macacão, que saia a R$ 350 e agora custa R$ 175 (50%). No Recreio Shopping, a loja V8 tem peças com 60% de desconto e, a Limits, com 50%.

Para Quintarelli, os lojistas reduziram os preços em função do movimento abaixo do esperado este ano. “A previsão de vendas não está dentro das expectativas”, avalia. Segundo ele, muita gente deixou para comprar na última hora. Mas com a segunda parcela do décimo terceiro no bolso dos consumidores este fim de semana, a previsão é que os shoppings fiquem cheios.

A representante comercial Cristiane Radaele, 37, ainda vai comprar as lembranças. “Vou aproveitar as promoções e levar só para os mais próximos”, afirmou.