• Outubro de 2017
Home / Notícias

Sorocaba terá loja da argentina Havanna

Sorocaba foi escolhida para ter uma unidade da Havanna no início de 2015. A marca, líder na produção de alfajores e doce de leite, começa a executar um plano de expansão de pontos de venda no Brasil, por meio de franquias. Um dos mercados é o interior de São Paulo e a marca pretende estar presente nas principais cidades. Com 28 pontos de venda no País, a intenção é chegar a 320 no prazo de cinco anos.

A diretora geral da Havanna no Brasil, Conceição Cunha, disse que a preferência é inicialmente por um ponto de venda em shopping em Sorocaba, mas não adiantou em qual deles. Segundo ela, já será uma unidade franqueada. Conceição afirma que a marca poderá ter mais de um representante em Sorocaba, incluindo lojas de rua e quiosques em shoppings. "Poderemos ter dois ou três pontos de venda na cidade", diz a diretora. Ribeirão Preto e Santos são outras duas cidades de São Paulo previstas para expansão em 2015. No interior de São Paulo, a Havanna já tem lojas em Campinas (Shopping Center Iguatemi e Shopping Galleria), São José dos Campos (loja de rua) e em Jundiaí (Jundiaí Shopping).

A Havanna é conhecida internacionalmente pelos alfajores e doces de leite, produzidos na fábrica de Mar del Plata, na Argentina. As unidades no Brasil são operadas pela Bright Star, empresa parceira da Havanna para o mercado brasileiro. Toda a produção da Havanna continuará na Argentina, diz Conceição. Ela explica que em datas especiais, como Natal, Páscoa e Dia das Crianças, a Havanna trabalha com parceiros que fabricam panetones, ovos de Páscoa e alguns tipos de doces. O doce de leite, que vai no recheio, é sempre argentino.

Nos pontos de venda da Havanna, exceto "quiosques secos", há café, cultivado e produzido no Brasil, segundo a diretora. De acordo com ela, a expansão se dará de maneira gradual, exclusivamente por meio de franquias. No primeiro ano, a meta será chegar a 40 pontos de venda. As 28 unidades, até agora, são próprias.

Na Argentina, são vendidos mais de 100 milhões de alfajores por ano. A intensificação do turismo de brasileiros para o país vizinho, nos últimos anos, tornou a marca mais conhecida. Conceição lembra que é costume de brasileiros comprar alfajores na Argentina para presentear amigos e parentes. Na Argentina, também há costume de voltar com alfajores de quem vai à cidade turística de Mar del Prata.

Os produtos da marca são encontrados em alguns supermercados e lojas de conveniência e importados. Mas as lojas e quiosques terão toda a linha da Havanna. Segundo Conceição, as opções de franquia vão de R$ 87 mil a R$ 270 mil. A mais simples é a de "quiosque seco", de 6 a 9 metros quadrados; há também o "quiosque com café", de 11 a 22 m2; e a cafeteria, cuja metragem parte de 35 a até 120 m2 e que, além de produtos da marca, vende café e tortas, servidas nas mesas. A Havanna mantém ainda um site de vendas pela internet. Os alfajores custam a partir de R$ 5.

Mundo Verde

A rede de produtos naturais Mundo Verde, brasileira, também investiu em cidades do interior de São Paulo, por meio de franquias. A marca está presente em 22 municípios fora da Grande São Paulo. Sorocaba recebeu a primeira unidade em junho, no Extra Santa Rosália. São 310 lojas em todo o País.

A lista de produtos vendidos inclui alimentos light, diet, integrais, orgânicos e suplementos alimentares e para atletas, além de livros, CDs e cosméticos naturais. A empresa foi criada em 1987, em Petrópolis, e seis anos depois optou pelo sistema de franquias. O crescimento foi rápido. A meta para 2015 é chegar a 450 lojas.