• Setembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

Roupas, perfumaria e calçados lideram...

Roupas, perfumaria e calçados lideram o ranking de intenção de compras no Dia das Mães, segundo levantamento da CDL POA

De acordo com pesquisa de expectativas de consumo para este Dia das Mães, encomendada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), a maioria das figuras maternas presenteadas deve ganhar roupas, pois 49,7% dos entrevistados indicaram este item para o presente principal. 

Em segundo lugar, ficaram os produtos de perfumaria (18,4%), calçados (15,8%) e eletrônicos/eletrodomésticos (2,5%). Joias (6,7%), livros (2,7%) e bijuterias (2,7%) – que não apareceram na lista de 2017 –, este ano voltaram a ser apontados. Entretanto, acessórios e flores, que foram assinalados por 17% e 12% no ano passado, respectivamente, neste ano caíram nos percentuais de intenção de compras (para índices de 5,3% e 4,3%). 

 Quando perguntadas sobre o que desejam ganhar, 43,9% das mães consultadas apontaram para as roupas. Em segundo lugar, estão os artigos de perfumaria (18,4%), seguidos dos calçados (15,8%). 

Outros resultados

– As vendas, segundo as projeções, devem chegar a R$ 183 milhões (4% superiores ao ano passado). 

– O ticket médio do presente principal deverá ser de R$ 192 (11,4% maior do que o do ano passado).

– 54,3% afirmaram que pretendem observar o que ela está precisando antes de irem em busca do presente, outros 37% irão perguntar diretamente o que a mãe deseja e 9% dizem que a levarão junto para escolher.  

– Mas a aquisição do presente não deve ser muito antecipada: 56,3% planejam comprar na semana que antecede a data e 8,3% só irão às lojas na véspera do domingo festivo. 

– Houve queda na intenção das compras online, que caiu pela metade em relação ao ano passado: de 8% em 2017 para 4% neste ano. 

– Formas de pagamento – Pela primeira vez, a pesquisa mostra uma preferência pelo uso do cartão – crédito parcelado (32,7%) e crédito em uma vez (23,7%) – frente ao pagamento à vista e em dinheiro (22,3%), que sofreu uma redução de 35,8% em relação a 2017. 

- O levantamento traz, ainda, um número favorável para o varejo local: 96,3% dos consultados se disseram satisfeitos com o comércio da Capital. 

Perfil dos filhos consumidores 

Planejado (30,3%) – Pensa muito antes de comprar para acertar em cheio no presente.

Prático (26,7%) – Compra o presente e, se a mãe não gostar, pode trocar.

Afetivo (21,7%) – Escolhe o presente partindo de um significado ou uma memória afetiva.

Vou por mim (14,7%) – Dá o presente que gostaria de receber.

Vaquinha (14,7%) – Prefere dividir com mais pessoas para dar um presente de maior valor.

Sobre o levantamento

A Vitamina Pesquisa entrevistou, de 22 de março a 3 de abril, 300 homens e mulheres, moradores da Capital. A amostra inclui pessoas das classes A, B, C e D, sendo a maioria (41,3%) com idades entre 35 e 49 anos e Ensino Superior Completo (36,3%). Cerca de 31% dos consultados são funcionários de empresa privada e 29% profissionais liberais/empresários.

 


Posts Recentes