• Outubro de 2017
Home / Notícias

De olho na 1ª parcela do 13º, comerciantes apostam nas vendas

Comerciantes estão esperançosos com as vendas para o Natal. Depois de um ano nada bom para o setor por conta de grandes eventos – Copa do Mundo e eleições nacionais –, o setor aposta nas vendas de fim de ano para melhorar as estatísticas. Em algumas lojas o clima de Natal começa em novembro, inclusive com decoração e a contratação de temporários.

Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Miguel Faria, os lojistas estão otimistas, a movimentação nas vendas deve se iniciar logo, pois em novembro já começa o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário, por isso é importante que comerciantes pensem neste fator, antecipem os atrativos, estimulando o consumidor a fazer as compras com antecedência para poder contar com preços acessíveis e uma variedade maior de produtos. “Foi um ano de turbulências, atípico, e esperamos fechar com um índice de 3% a 5% melhor do que 2013”, afirma Miguel.

Com relação à contratação de temporários, o presidente lojista revela que cerca de 20 mil contratações estão previstas para o fim do ano, 70% para o comércio e 30% para indústria e serviços. Em algumas empresas, as contratações devem ser de 30% a mais que seu efetivo, e muitos podem permanecer no local. Entretanto, diante das dificuldades enfrentadas neste ano, os comerciantes estão mais controlados, os custos estão altos nas empresas, “e por isso acredito que contratação dos temporários será mais moderada. Mas é importante ter pensamento positivo, estar preparado para atender ao público, pois aquelas empresas que não investirem podem perder, em se tratando de uma época de comoção pessoal, de entrar mais dinheiro, precisamos estar preparados”, afirma o dirigente.

Os comerciantes de rua também apostam na campanha de Natal; o tema este ano é “Natal Feliz Cidade”. Ela será realizada nos meses de novembro e dezembro. A premiação a ser sorteada entre os clientes das lojas que aderirem à promoção inclui carro, moto, dez vale-compras de R$500, dez bicicletas, duas geladeiras, dois televisores, duas máquinas de lavar e centenas de prêmios instantâneos nas seladinhas.

Entre as empresas participantes será sorteada uma moto, enquanto para os vendedores das lojas presentes na campanha serão sorteados dez vale-compras de R$600. “Já vendemos cerca de 200 kits para o comércio, que serão entregues aos consumidores a partir de novembro. E sugiro aos comerciantes para comprem o kit, pois tempos que oferecer um diferencial”, afirma.