• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Cafés diferenciados geram US$ 682 mil...

Cafés diferenciados geram US$ 682 milhões de receita cambial de janeiro a setembro de 2017

No período de janeiro a setembro de 2017, o Brasil exportou 21,87 milhões de sacas de 60kg ao preço médio de US$ 170,66, que geraram US$ 3,7 bilhões de receita cambial. Desse total, foram exportadas 3,39 milhões de sacas de cafés diferenciados, que representaram 15,5% do volume total. Os cafés diferenciados – que têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis e incluem os cafés especiais - geraram US$ 682 milhões de receita cambial e tiveram preço médio de US$ 200,94 por saca, o qual foi 24,4% superior ao preço médio dos cafés naturais/médios que foi de US$ 161,57. O preço médio geral das exportações de café nesse período (US$ 170,66) teve aumento de 12,6% com relação ao mesmo período de 2016, que foi de US$ 151,53.

Especificamente com relação ao mês de setembro de 2017, foram exportadas 2,3 milhões de sacas de 60kg, o que representa um recuo de 25,1% em comparação a setembro do ano passado, que foram de 3,06 milhões de sacas. A receita cambial de setembro deste ano foi de US$ 381,4 milhões com preço médio de US$ 165,89 por saca. Essas e outras informações da performance das exportações dos Cafés do Brasil constam do Relatório mensal setembro de 2017 do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – CeCafé.

Leia essas análises na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café e na página da Embrapa Café.


Posts Recentes