• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Casa do Construtor cresce 36% no primeiro semestre de 2014

A rede de franquias Casa do Construtor, a maior da América Latina voltada para locação de pequenos equipamentos para a construção civil, comemora o desempenho nos seis primeiros meses do ano, atingindo crescimento de 36% em seu faturamento relacionado ao mesmo período de 2013. O sucesso se deve ao número de novas franquias, que até agora somam 20 unidades, com expectativas de mais 24 até o final do ano e ao aumento do faturamento do franqueado, pois o volume de aluguéis também cresceu com relação a 2013. Além disso, a rede ampliou a atuação em regiões estratégicas como Nordeste e Sul.

Em ano atípico para a economia brasileira, principalmente por fatores como a Copa de Mundo, eleições presidenciais em outubro e inflação em alta, o setor de franchising continua crescendo e teve 10% de aumento no faturamento no primeiro trimestre de 2014, se comparado ao último de 2013, segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising).

"Para crescer com solidez, desenvolvemos com antecedência um planejamento envolvendo as áreas mais estratégicas da empresa, pois observamos que o ano de 2014 seria difícil para todos os setores da economia. Nosso plano chegou em resultados interessantes, entre eles: economia de 55% nas despesas e reinvestimentos na rede acima de 30%", revela Altino Cristofoletti Júnior, um dos sócio-fundadores da marca.

Com 20 anos de atuação no mercado, a Casa do Construtor nasceu em Rio Claro, interior de SP, e é pioneira no segmento de locação de equipamentos de pequeno porte para a construção civil, um setor que vem ganhando espaço no Brasil. Ao longo das duas últimas décadas a marca recebeu mais de 20 prêmios, entre eles, "Melhor Franquia do Brasil" pela ABF (filiada desde 1998) e "Empreendedor do Ano", pela Consultoria Ernest & Young. Atualmente, a rede possui 200 unidades em operação instaladas por todo o Brasil e a previsão é alcançar 252 até o final deste ano. Em cinco anos, o plano de expansão nacional é alcançar 1.000 franquias. Segundo Cristofoletti Júnior, a expectativa é fechar 2014 com um faturamento de R$ 180 milhões. Ano passado a rede faturou R$ 137,5 milhões.

Posts Recentes