• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Em Manaus, comércio "pula" o Dia das Crianças e já oferece produtos para o Natal

Manaus - Nem chegou o Dia das Crianças e as lojas de Manaus já estão com prateleiras cheias de pisca-piscas, árvores de Natal e réplicas de Papai Noel, na tentativa de incentivar o consumo para o melhor período de vendas do comércio. Os modelos e preços são para todos os gostos e bolsos.

O estímulo está dando certo. Os consumidores já começaram a busca pelos enfeites natalinos, atrás de promoções e da tranquilidade na hora da escolha e das novidades, sem a tradicional correria de dezembro.

“Quando as lojas vendem produtos do ano anterior, dão desconto. Comprei um pisca-pisca de R$ 18 por R$ 12”, contou a gerente Bruna Martins. Ela afirma que sempre compra itens de fim de ano com antecedência. “Quando deixa para a última hora, não pega coisa de boa qualidade”, afirma Bruna.

Os produtos começaram a ser expostos em agosto na loja Povão, na Rua dos Barés, Centro. Segundo a gerente de vendas da loja, Márcia Lopes, as vendas natalinas já começaram atrasadas.

“Na verdade, a gente começa em julho pra liquidar o estoque do ano anterior”, explicou Lopes. Por conta da queima dos produtos encalhados, a Povão está com promoções.

Há conjunto de seis bolas de R$ 10 por R$ 7,20. A loja está vendendo, ainda, presépios a partir de R$ 28,50, pisca-pisca de cem lâmpadas por R$ 5 e árvore de Natal de 80 centímetros por R$ 12. Além das promoções, a Povão está apostando em árvores e renas de LED.

“Quem vier agora, pega a promoção e pode escolher bem. Porque em novembro é lotado”, explica Márcia.

Na Tropical Multiloja, na Rua Saldanha Marinho, Centro, o consumidor encontra a guirlanda por R$ 19,90, enquanto que terços vermelhos saem a R$ 7,50. A loja também vende o conjunto de seis bolas vermelhas e douradas por R$ 17,50 e a caixa do pisca-pisca com cem lâmpadas LED por R$ 19,90.

De acordo com o gerente de Marketing da Tropical, Thiago Grillo, a empresa realizou um estudo para saber como despertar, nos clientes, a vontade de consumir produtos de Natal antes do final do ano. Os produtos passaram a ser expostos neste mês. “E as pessoas já estão vindo comprar, as empresas já estão mandando projetos de ornamentação”, disse.

De passagem por Manaus para acompanhar o aniversário da prima, a paraense e pedagoga Denise Luz tentou manter o mesmo hábito que tem em Belém. “Aproveitei e já comprei toalha e centro de mesa, flores, tudo de Natal”, disse.

Comprar com antecedência garante, segundo a pedagoga, maior variedade. “Você escolhe bem melhor, sem aquele monte de gente. As coisas estão boas e não remexidas, quebradas”, explicou.

Sofisticação

Decorações sofisticadas e a pedido dos clientes definem os itens vendidos na Kumbuca Presentes e Decorações, que fica na Avenida Jornalista Umberto Calderaro, zona centro-sul.

“Participei de uma exposição em fevereiro, em São Paulo, e exigi que me entregassem em setembro. Temos que trazer os produtos cedo porque os clientes querem planejar a decoração natalina”, explicou a proprietária Anália Moreira. Neste ano, a loja aposta em tons brancos e tem produtos com temas da Disney, como o Mickey.

A Kumbuca tem conjunto de seis bolas trabalhadas por R$ 45 e de quatro por R$ 128. A loja vende, entre outros itens, um kit árvore com bolas, ponteira, laços, piscas, estrelas e flores, que vem acompanhado de um CD que ensina como ornamentar. Para uma árvore de 1,5 m, o valor é de R$ 750 e de 2,10 m é de R$ 1,4 mil.

Os lojistas esperam um crescimento expressivo, mesmo com o momento ruim, vivido pelo comércio. Na Povão, a expectativa é que as vendas de Natal cresçam 30% em relação aos meses anteriores e na Tropical, a estimativa é de 20%.

A Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM) reduziu a expectativa de crescimento, que era de 12% a 15% para 3% a 5%. O vice-presidente Aderson Frota não descarta que as contratações sejam reduzidas no período.

Fonte: D24am

Posts Recentes