• Agosto de 2018
Home / Notícias

Notícias

Siemens investe R$ 10 milhões em nova mandrilhadora para fábrica de Jundiaí

Mandrilhadora busca reduzir o tempo de processamento de operações de usinagem em pelo menos 40%. A expectativa é conseguir um ganho de produtividade em torno de 70%.

Ao ver a necessidade de modernizar os processos fabris e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade de sua fábrica em Jundiaí de Turbinas a Vapor, a Siemens Brasil está investindo R$ 10 milhões em uma nova mandrilhadora que está em operação desde 31 de março. A máquina, comprada do fabricante TOS Vansdorf, da República Tcheca, foi adquirida com o intuito de acompanhar a evolução da empresa atendendo demandas de setores variados mais rapidamente.
Adriano Pescuma Rodriguez, gerente da fábrica de Turbinas a Vapor da Divisão Power & Gas e coordenador do projeto, ressalta que a nova máquina oferece maior segurança e precisão, além de ser dez vezes mais rápida do que a anterior. “Nossa expectativa é reduzir o tempo de processamento de operações de usinagem em pelo menos 40%, pois a alta tecnologia do equipamento vai proporcionar um trabalho mais eficiente, preciso e automatizado”, explica.
Responsável por usinar e dar acabamento a peças fundidas de até cinco metros de altura e com uma mesa rotativa de capacidade de carga para 50 toneladas, a mandrilhadora conta com ferramentas que atendem demandas de diversos segmentos distintos, como óleo e gás e geração de energia (hidráulica e eólica). Além disso, seus processos são automatizados, o que auxilia a Siemens a estar cada vez mais integrada ao conceito de Indústria 4.0.
A mandrilhadora segue os requisitos da NR-12, norma de segurança no trabalho em máquinas e equipamentos aprovada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). “Dois engenheiros e operadores foram à sede do fabricante fazer treinamentos, o que garante que toda a equipe vai conseguir trabalhar de forma assertiva e entregar os melhores resultados”, ressalta Rodriguez.

Sobre o Grupo Siemens no Brasil
A Siemens está presente no Brasil há mais de cem anos e é atualmente o maior conglomerado de engenharia elétrica e eletrônica do país, com suas atividades agrupadas pelas divisões: Power and Gas; Wind Power and Renewables; Power Generation Services; Energy Management; Digital Factory; Mobility; Building Technologies; Healthcare; Process Industrial and Drives. A empresa é líder no fornecimento de equipamentos médicos para diagnóstico por imagem, como tomógrafos computadorizados e ressonância magnética, bem como diagnóstico laboratorial. As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1895, no Rio de Janeiro, era aberto o primeiro escritório e, dez anos mais tarde, ocorria a fundação da empresa no país. Ao longo do século passado a Siemens contribuiu ativamente para a construção e modernização da infraestrutura do Brasil. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada no País, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 8 anos. No Brasil, o Grupo Siemens conta com 12 fábricas e 7 centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados por todo o País.

Posts Recentes