• Outubro de 2017
Home / Notícias

Os Poderosos do Varejo de Luxo 2017

A pesquisa "Os Poderosos do Varejo de Luxo 2017" indica que o mercado de luxo continua sendo um bom negócio. Com base em dados do último ano fiscal (encerrado em junho de 2016), as 100 maiores empresas de bens de consumo de luxo do mundo geraram vendas de US$ 212 bilhões no período analisado.

O relatório mostra ainda que há um crescimento significativo pela valorização da experiência exclusiva de compra, destacando que, alinhada a um atendimento diferenciado, virou o grande ativo das marcas de luxo.

A Restoque - varejista dona de marcas como a Le Lis Blanc e a Dudalina – é a única empresa brasileira listada no Top 100, ocupando o 74º lugar.

Os Poderosos do Varejo de Luxo 2017
Mercados emergentes impulsionam crescimento
Os consumidores de economias emergentes continuam a impulsionar o crescimento mundial do segmento de luxo. Na China, na Rússia e nos Emirados Árabes Unidos, classificados como mercados emergentes, a porcentagem de pessoas que alegaram ter aumentado seus gastos nos últimos cinco anos foi de 70%, em comparação com 53% nos mercados mais “maduros” – União Europeia, Estados Unidos e Japão.

As vendas anuais média das empresas listadas no Top 100 são, atualmente, de US$ 2,1 bilhões, tendo crescido em mais de três pontos percentuais até o final do último ano fiscal. A maioria das moedas enfraqueceu significativamente em relação ao dólar americano, o que beneficiou muitas empresas multinacionais baseadas em outras regiões que experimentaram efeitos monetários favoráveis, elevando as vendas reportadas.