• Setembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

Especialista dá 5 dicas para quem vai a ABF Franchising 2017

Neste mês de junho, entre os dias 21 e 24, São Paulo recebe a ABF Franchising Expo. No local, diversas marcas de franquias oferecem opções de negócios aos empreendedores que querem investir no setor. Da alimentação ao segmento de beleza, as oportunidades são variadas e a feira leva milhares de potenciais investidores ao local.
No entanto, a vasta opção pode tornar a decisão por parte dos empreendedores um tanto quanto complicada. O investidor, além de ficar encantado com tantas possibilidades, corre o risco de sair da feira ainda mais confuso do que entrou nela. A dica na hora de tomar a decisão segundo o diretor da US Franchising, Eládio Toledo, é procurar por uma opção de negócio que seja do perfil do investidor.
Com mais de 20 anos atuando no setor Toledo afirma ser necessário ter olhos atentos ao que o setor pode oferecer. “Pela experiência adquirida, acredito que somente quem se prepara para visitar a feira, com olhos atentos e foco, consegue realmente encontrar boas oportunidades”.
Para ajudar quem vai participar da edição deste ano da ABF Franchising Expo 2017 , o especialista no setor listou algumas dicas para tornar a procura pelo negócio o mais prática possível.

1-Como se preparar
Auto avaliação é importante segundo Toledo. Ele indica que os interesses do investidor sejam mapeados, destacando os segmentos que desperte o interesse empreendedor. “Descarte aqueles que não lhe interessam e evite visitar marcas que os representem na feira, por mais bonitos e atraentes que sejam seus stands”.
O especialista indica ainda que seja feita uma pesquisa prévia das marcas de interesse, verifique se as mesmas vão participar do evento e que o interessado dedique mais de um dia para a visitação dos stands.

2-Como agir na feira
Além de visitar as marcas que estão oferecendo franquias, o especialista indica uma conversa com as consultorias especializadas em franchising . Na feira, diversas estarão presentes e podem ajudar o empreendedor nessa tomada de decisão.
“Nós, consultores, conseguimos avaliar o perfil do investidor e indicar boas marcas a ele. É como quando você procura uma casa para comprar ou alugar: um corretor de imóveis consegue mostrar oportunidades mais precisas, conforme seu perfil. Nas consultorias, temos ferramentas de geomarketing para indicar, inclusive, os segmentos mais adequados para determinadas localidades. Essa ajuda amplia os horizontes e não custa nada ao candidato”.
Na empresa que Toledo representa, eles oferecem ajuda ao investidor com a ferramenta Full Solutions. “Temos condições de auxiliar ambas as partes em suas tomadas de decisão, de maneira a fazer os processos mais assertivos”, explica Toledo.

3-Faça cursos
O evento promove uma série de cursos e palestras sobre o setor de franquias. Logo, quem puder participar de uma dessas ações pode ajudar na escola do negócio a ser investido. “É ali, também, que você conseguirá avaliar seu nível de conhecimento do sistema de Franchising, podendo optar, adiante, por fazer mais cursos, que certamente o ajudarão a ser um franqueado de sucesso”, orienta o consultor.

4-Tenha mente aberta
Muitos empreendedores tendem a procurar marcas já renomadas no mercado. Eládio Toledo explica que não é errada essa postura, mas estar disposto a conhecer novidades e negócios deve estar entre as prioridades de quem vai investir no franchising.
Leia também: Baixe: aplicativo reúne empreendedores à franquias de acordo com perfil
“É importante conhecer as marcas maiores e bem posicionadas e verificar o que elas oferecem. Mas, também é imprescindível visitar as menores e de menor visibilidade, porque elas podem ser excelentes negócios, principalmente porque os shoppings precisam variar seus mixes e os clientes também estão em busca de produtos e serviços diferentes. O importante é saber qual é a estrutura que essa marca nova lhe oferecerá e a solidez dela”.

5-Adeque sua procura ao seu investimento
Ter os pés no chão é importante aos interessados em ingressar no setor de franchising. “Não adianta você ter R$ 200 mil para investir e se iludir com uma franquia de R$ 350 mil. Pode parecer uma pequena diferença, mas, não é: lembre-se que, até o ponto de equilíbrio do negócio, que geralmente leva seis meses para ser alcançado, você precisará ter capital de giro e manter sua vida pessoal com recursos que não são provenientes da franquia”, enfatizou Toledo.
Ele indica ainda aos empreendedores novatos que segurança é importante aos que estão dando dos primeiros passos no segmento. “É melhor adquirir um negócio mais seguro, dentro de seu padrão de investimento, para que seus recursos não se esgotem no terceiro mês de operação e você precise recorrer a empréstimos. Uma franquia não se mantém sem capital de giro”, conclui o especialista.

Posts Recentes