• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Fabricante de produtos saudáveis cresce na contramão da crise

O Dia da Indústria é comemorado no dia 25 de maio. Chamado de segundo setor da economia, a indústria abarca diversos tipos de produção e é uma das principais geradoras de riqueza, contribuindo para o desenvolvimento do país. Apesar da importância, o setor vem enfrentando uma das piores crises. Para se ter uma ideia, a produção industrial brasileira recuou 1,8% entre fevereiro e março, segundo a Pesquisa Industrial Mensal, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O indicador continua sem registrar desempenho positivo em 2017 (neste tipo de comparação), que também teve uma queda de 0,4% e uma estabilidade na produção em fevereiro. Em 12 meses, foi registrada uma queda acumulada de 3,8%. Também vale destacar que a atividade industrial está em queda há anos no Brasil.

Porém, mesmo em meio à crise, existe um segmento que cresce de forma firme e consistente. Trata-se do mercado de alimentos com apelo mais saudável. Para termos uma ideia dessa expansão, entre 2009 e 2014, de acordo com pesquisa realizada pela consultoria Euromonitor, o segmento, que abarca produtos com menos ou nada de açúcar, sal e gordura, e mais fibras, vitaminas e nutrientes, aumentou 98%.

Outro relatório, este organizado pelo grupo varejista Tesco, com 18 mil voluntários de 18 países, confirmou outra informação curiosa sobre a preocupação em obter informações mais acessíveis em relação a esse segmento. Cerca de 90% dos brasileiros acredita ser importante que os supermercados e a indústria os ajude a fazer escolhas mais saudáveis, contra 58% e 56% dos consumidores com essa opinião nos Estados Unidos e no Reino Unido, respectivamente.

Diante de tal cenário, a Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, vem se destacando como um dos principais players do setor. Com fábrica própria localizada no Capão Redondo, zona sul de São Paulo, a companhia, que possui mais de 90 anos de história e cerca de 110 produtos no portfólio, iniciou as atividades com a produção de suco de uva no interior de uma antiga casa pertencente ao Colégio Adventista Brasileiro (CAB).

Segundo o gerente de marketing, David Oliveira, a Superbom se diferencia dos concorrentes por ser pioneira na fabricação de produtos livres de proteína animal ou outros componentes industrializados. “Começamos numa época em que ninguém falava sobre o conceito de saudabilidade ou de alimentos naturais e vegetarianos, orgânicos, proteínas vegetais, dentre tantos outros temas desse universo. São mais de 50 anos fabricando substitutos da carne animal, por exemplo. Atualmente, temos uma linha completa sem glúten, lactose, conservantes, aromatizantes ou corantes industrializados”, explica o executivo.

Os produtos da marca são comercializados em 25 mil pontos de vendas, distribuídos por todo o país. “A Superbom possui um centro de Pesquisa & Desenvolvimento e constantemente estuda e elabora novas composições inovadoras”, explica Oliveira. Esse investimento resultou em produtos inovadores no mercado nacional. Um deles foi o VeganCheese apresentado ao mercado no segundo semestre de 2015 e considerado o primeiro queijo totalmente vegano produzido em escala industrial no Brasil.

“Lançamos 22 produtos no ano passado. Em 2017, já introduzimos mais nove itens e a expectativa é lançar mais nove até o fim do ano”, conta o executivo. As novidades foram determinantes para o desempenho da empresa, que conquistou um crescimento de 7,3% no faturamento, 2016. Para este ano, a projeção é ter um aumento de 12%. São números muito superiores se compararmos com os resultados da indústria alimentícia de forma geral.

“É claro que a recessão prejudica, mas o consumidor continua disposto a pagar um valor mais alto por um produto que ofereça diversos benefícios e tenha um alto valor agregado. Portanto, esse aumento na procura por itens saudáveis, não é um modismo, mas sim uma tendência mundial e irreversível”, pontua Oliveira.

De acordo com o gerente de marketing, mesmo em franca expansão, o mercado de saudabilidade ainda não alcançou, nem de longe, todo o potencial de crescimento no Brasil. Não apenas porque cada vez mais pessoas aderem à prática, mas também porque uma dieta saudável é uma necessidade para uma parcela da população que tem restrições alimentares. “É um universo muito rico, são mais de 15 milhões de brasileiros que se classificam como vegetarianos. Outro estudo aponta que 70% da população têm algum tipo de intolerância à lactose. São números que revelam que existe um grupo em potencial a ser atendido”, conclui Oliveira.

Sobre a Superbom
A Superbom é uma empresa alimentícia, que trabalha com uma linha de produtos saudáveis, que abrange sucos, geleias, salsichas, proteínas, pratos prontos, entre outros. Fundada em 1925, a Superbom comercializa os seus produtos em mais de 25 mil pontos de vendas em todo país. Em função disso, é considerada uma das principais empresas do ramo de alimentos para veganos e vegetarianos do Brasil. A empresa iniciou as suas atividades com a produção de suco de uva, no interior de uma antiga casa pertencente ao Colégio Adventista Brasileiro (CAB), que posteriormente ficou conhecido como Instituto Adventista de Ensino e, hoje, abriga o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp-SP). Durante toda a sua história, a empresa atua diretamente ligada à Igreja Adventista do Sétimo Dia. Atualmente, a companhia conta com 250 colaboradores, entre a sede e as duas plantas da indústria (localizadas em São Paulo, capital, e em Lebon Régis, Santa Catarina).
www.superbom.com.br

Posts Recentes