• Novembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

Roupas e sapatos serão os mais buscados para o Dia das Mães

São Paulo - Pesquisa de intenção de compras da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) revela que 47% dos brasileiros pretendem comprar presente neste Dia das Mães. Entre os itens preferidos, vestuário e calçado segue no topo da lista de presente.

"Isso sugere que neste Dia das Mães o comércio deverá vender a mesma quantidade [que no ano passado], ou seja, o crescimento será próximo de zero, com ligeiras variações para mais ou para menos", afirma o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti.

"Isso não é uma má notícia, pois o empate indica que o pior já passou. O varejo parou de cair para entrar na estabilidade e, posteriormente, iniciar o caminho da recuperação."

Os entrevistados que não souberam ou não responderam somaram 3%.

Para os consumidores que irão presentear as mães, a pesquisa da ACSP perguntou o que comprarão. Roupas, calçados, bolsas e acessórios são os preferidos de 34% deles. Em segundo lugar estão joias, bijuterias, perfumes e cosméticos (23%). Flores (9%), celulares (4%), eletrodomésticos (4%), TVs (2%) e chocolates (2%).

A parcela dos que ainda não sabem o que comprarão subiu de 22% em 2016 para 26% neste ano. "Como há mais indecisos, o lojista tem oportunidade de vender produtos de maior valor, mas para isso terá que fazer uma boa oferta ou oferecer um crédito mais longo. Outra sugestão é investir em marketing e promoções. Há pessoas querendo comprar; elas só não sabem o que", diz Burti. Ele lembra que o Dia das Mães é a segunda data mais forte para o comércio.

Pela internet

O Dia das Mães, que neste ano será celebrado em 14 de maio, deverá movimentar R$ 1,73 bilhão no e-commerce, alta de 7% ante ao mesmo período em 2016, quando foi registrado R$1,62 bilhão, aponta o monitoramento da Ebit, empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro. O tíquete médio deverá registrar elevação de 3,5%, de R$ 402 para R$ 416. Na comparação ante ao ano passado, o número de pedidos deverá subir 3%, de 4,036 milhões para 4,155 milhões.

A Ebit estima essa movimentação entre os dias 29 de abril e 13 de maio. O crescimento de 2017 está praticamente em linha com o mesmo período de 2016, quando foi registrando um avanço de 8%. "Apesar da estimativa de crescimento ainda de um dígito, acreditamos que as vendas do segundo semestre deverão ser mais aquecidas por conta da melhora das condições econômicas, da Black Friday e Natal. Os números estão dentro da perspectiva da Ebit, que espera alta de 12% neste ano", diz o CEO da Ebit, Pedro Guasti.

Em cinco anos, o faturamento do comércio eletrônico praticamente dobrou durante o Dia das Mães. "Neste curto período de tempo as vendas expandiram de R$ 913 milhões, em 2012, para R$ 1,7 bilhão previsto para 2017", diz.

Guasti aponta que neste ano o consumidor apostará em produtos em faixas de preços bem elásticas para presentear as mães. A pesquisa da Ebit aponta que os cinco produtos mais desejados são smartphones, vinhos, perfumes, água de colônia e TV. "Podemos encontrar produtos nesta lista a partir de R$ 50,00", finaliza.

Paula Cristina

Fonte: DCI

Posts Recentes