• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Vendas à vista puxam alta de 1,2% do varejo de SP

O movimento de vendas do varejo da capital paulista cresceu em média 1,2% na primeira quinzena de abril em comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento foi puxado pelas comercializações à vista, que avançaram 3,6%. Na contramão, as vendas a prazo caíram 1,2%. Os dados são do Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

“O resultado inspira confiança para o comércio neste momento, mas não pode ser projetado para todo o mês de abril. A alta nas vendas à vista está ancorada na estabilização da massa salarial. Isso, em conjunto com a base fraca do ano passado, permitiu que esse segmento crescesse. Além disso, o clima outonal favoreceu a área de roupas e calçados e a Páscoa ajudou o ramo de supermercados”, analisa Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

O aumento poderia ter sido mais significativo, visto que a primeira quinzena de abril de 2017 contou com um dia útil a menos sobre igual período de 2016.

Em relação à retração das vendas a prazo, Burti diz que pode ser explicada pelo não repasse da queda da taxa básica de juros aos consumidores. “A perspectiva, porém, é que em algum momento do segundo semestre as vendas a crédito comecem a se recuperar”.

Variação mensal

Em comparação com a primeira quinzena de março de 2017, as vendas recuaram em média 6% nas duas primeiras semanas de abril. As comercializações à vista cresceram 2,2%, estimuladas pela moda Outono-Inverno e pelos itens de supermercados para a Páscoa. Já as vendas a prazo caíram 14,3% - nesse caso, o recuo foi sazonal, já que, tradicionalmente, abril não é um mês forte para setores como móveis e eletrodomésticos, mais dependentes de crédito.

Fonte: Agência IN

Posts Recentes