• Abril de 2018
Home / Notícias

Notícias

Setor de decoração cresceu quase 500% entre 2004 e 2014

As pequenas e grandes empresas lucram cada vez mais com o mercado de decoração. Segundo a Associação Brasileira de Design de Interiores, o setor teve um crescimento de quase 500% nos últimos anos.

Dados do Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope Inteligência, apontou que apenas em itens de cama, mesa e banho, os brasileiros gastaram no ano de 2014, cerca de R$ 10,05 bilhões em produtos, o que equivale a um gasto de R$ 59,05 por habitante no ano, representando 6% a mais em gastos do que em 2013.


De acordo com especialistas, a ascensão da classe C tem sido um dos motivos do aumento da demanda das empresas que fazem parte do setor de decoração. Segundo a mesma pesquisa do Pyxis, a nova classe média possui o maior potencial de consumo, correspondendo a 54% dos domicílios e respondendo por 42% desses gastos, o que resulta em cerca de R$ 4,20 bilhões. Na sequência, o índice aponta a classe B com um consumo estimado em R$ 3,90 bilhões, 39% do total projetado para o ano.

Entre os itens de decoração mais acessíveis e populares destaca-se o papel de parede. Segundo a designer de interiores, Fabiana Visacro, o papel de parede continua em alta, principalmente os que possuem formas geométricas e os que são nas cores cinza, preto e prata. Outra grande tendência são os móveis com aspecto mais natural, desde o uso de cestas até a madeira em tom natural. Fabiana Visacro destaca ainda cabeceiras de veludo sofisticadas, cortiças em paredes, objetos vintage (opção de reaproveitamento de peças antigas) e decoração escandinava.

Revestimentos em formas geométricas, relevos nas paredes, cores que renovam, móveis que dão identidade ao ambiente e papeis de parede com diferentes tecnologias, fazem parte de um setor que passou por um boom no Brasil na última década. De acordo com especialistas, decorar a casa é uma tarefa que nunca acaba. Da escolha dos acabamentos e acessórios ao mobiliário, os ambientes estão em constante transformação, seja para adaptar-se à rotina da família ou para acompanhar as tendências em design de interiores.

Mesmo com a desaceleração de vários setores da economia, o cenário do universo da decoração mostra que o consumidor não tem deixado de investir em itens decorativos e no conforto do lar. Parte desta expansão também se deve à consolidação do formato e-commerce de vendas. No começo do ano passado um dos maiores canais de vendas online do país, o Mercado Livre, anunciou o ranking das categorias com itens mais vendidos no site em 2015. E o vencedor, pelo quarto ano consecutivo, foi a categoria "Casa, Móveis e Decoração" que também foi a categoria que mais cresceu.

Entre as empresas de decoração que adotaram o formato e-commerce de vendas está a Paper Land, que surgiu da finalidade de buscar um novo e diferenciado conceito sobre o que deveria ser uma loja de papel de parede. Desde os modelos mais clássicos e tradicionais, passando pelos tecnológicos e os mais modernos, como papel de parede 3D, a loja Paper Land é reconhecida pela tradição no setor e qualidade dos seus produtos.

ste é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino.

Fonte: Terra

Posts Recentes