• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Começou ontem o encontro mundial de varejistas em Nova York

Teve início ontem (15/01/2017) a 106 edição do Retail’s Big Show, encontro mundial do varejo, promovido pela National Retail Federation (Federação Nacional do Varejo dos EUA), com duração de três dias, no Jacob Javits Convention Center, em Nova York. Em 2017, a novidade é a transmissão ao vivo pelo Youtube de algumas das principais palestras. Paralelamente ao evento, acontece uma feira de tecnologia e vendas, com presença de mais de 500 expositores. No ano passado, o evento reuniu cerca de 33 mil participantes de 94 países.

A cada ano, o encontro se propõe a discutir as últimas tendências do varejo mundial e as melhores estratégias para conquistar o consumidor. As mais de 300 palestras são dispudadíssimas, com longas filas, auditórios lotados e salinhas tomadas por varejistas de todo o planeta. Ao longo de três dias, são debatidos temas como o aumento das vendas pelo celular, as táticas para engajar os nativos digitais, as mais eficientes soluções de big data e as últimas novidades para melhorar a experiência do cliente no ponto de venda. A tecnologia também marca presença: estão previstas apresentações e exibições sobre internet das coisas, impressão 3D, realidade aumentada e robótica.

Neste ano, a palestra mais disputada será a do britânico Richard Branson, fundador da Virgin, que acontece na segunda-feira, às 9h, horário local - 12h no horário de Brasília. Dentro do tema “O engajamento sem fim com a marca em uma era de disrupção e reinvenção contínua”, ela irá discutir as estratégias para manter uma marca forte, mesmo em épocas de turbulência, e contará como consegue seguir inovando, mesmo 40 anos depois de ter fundado a empresa.

Outras palestras que devem concentrar a atenção o público são “Como os varejistas estão atraindo e retendo talentos”, que abre o evento neste domingo, como a presença de Greg Foran, presidente da Walmart, “O renascimento do varejo, com a convergência da Tecnologia Online e Offline”, com a varejista de moda Rebeca Minkoff, e “Conquistando o consumidor socialmente consciente”, com Lars Peterson, presidente da rede de decoração IKEA. Dois brasileiros falarão no evento neste domingo: Artur Grymbaun, da rede de franquias O Boticário, na palestra “Tornando-se global: levando sua marca para novos mercados”, e Alessandra da Costa Morrisson, diretora de recursos humanos da Hering, na palestra “Glocalization: porque se tornar global significa não esquecer sua identidade local”.

“Um dos assuntos que estará em evidência é a morte do vendedor como o conhecemos hoje”, diz Luiz Alberto Marinho, sócio-diretor da GS&BW, empresa especializada em consultoria e planejamento estratégico para shopping centers. “O que as lojas precisam neste momento é de especialistas: pessoas que entendam tudo sobre o produto que está sendo vendido ali e sejam capazes de encantar o cliente.” O consultor destaca ainda temas como a customização dos produtos e a necessidade de vender propósitos, e não apenas objetos. “Um dos exemplos desse movimento é a loja The Honest Company, que conquista a confiança do consumidor com valores como autenticidade e sustentabilidade”, diz. O CPO (diretor de propósito) da companhia, Christopher Gavigan, se apresenta na terça-feira, último dia do evento.

Fonte: Revista PEGN

Posts Recentes