• Outubro de 2017
Home / Notícias

Vendas do varejo têm pior recuo, em um ano, desde 2001

As vendas do comércio varejista caíram 0,80% em outubro ante setembro, na série com ajuste sazonal, segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgadas nesta terça feira. Com o resultado do mês, o acumulado em 12 meses registrou baixa de 6,8%, o pior número desde 2001 neste tipo de comparação.

As baixas no mês foram puxadas pela categoria hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (queda de 0,6%), seguida de combustíveis e lubrificantes (-1,7%) e, em menor medida, artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,1%).

Na comparação com outubro de 2015, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram baixa de 8,2% em outubro de 2016.

Varejo ampliado

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas caíram 0,3% em outubro ante setembro, na série com ajuste sazonal. Esse resultado foi mais influenciado pela queda na categoria veículos e motos, partes e peças. O segmento registrou baixa de 0,3%, ante alta de 2,9% em setembro em relação a agosto. A categoria material de construção recuou 4%, resultado pior que o registrado entre setembro e agosto (-3,1%).

Na comparação com outubro de 2015, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 10% em outubro de 2016.

Revisões

O IBGE também revisou o resultado das vendas no varejo em junho ante maio, de 0,2% para 0,1%. A taxa de maio ante abril saiu de -0,9% para -0,8%. Já o resultado de abril ante março passou de 0,3% para 0,2%. No varejo ampliado, houve revisão no resultado de setembro ante agosto, que saiu de -0,1% para 0,0%.

(Com Estadão Conteúdo)

Fonte: Veja