• Outubro de 2017
Home / Notícias

Área de vendas do Grupo Pão de Açúcar deve crescer em 2017

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) espera crescer em área de vendas no ano que vem num ritmo levemente superior aos cerca de 3% de expansão registrados em 2016, segundo informou o presidente da companhia, Ronaldo Iabrudi. A expansão leva em conta abertura de lojas no negócio de varejo alimentar, sobretudo a rede de "atacarejo" Assaí.

A companhia prevê a inauguração de seis lojas do Assaí no próximo ano, além de outros 15 a 20 pontos de venda que hoje funcionam como hipermercados da bandeira Extra. Com isso, o Assaí terá a maior adição da história em sua base de lojas, disse Iabrudi. O maior número de lojas que a companhia já tinha inaugurado em um único ano foi 14.

Iabrudi destacou que a estratégia da companhia é concentrar inaugurações em formatos de loja que estão com maior rentabilidade e cenário mais positivo para vendas. Além do Assaí, haverá inaugurações de quatro supermercados Pão de Açúcar e dez lojas do Minuto Pão de Açúcar, formato de mercadinhos de vizinhança.

Não há previsão de inaugurações portanto nem do Extra nem de outra rede de mercadinhos, o Minimercado Extra. Nesse último caso, disse Iabrudi, a companhia vai estudar a base de lojas para identificar a necessidade de ajustes ou até de fechamentos. Já os hipermercados do Extra mantêm seu foco no processo que busca retomar o crescimento de vendas por meio de uma maior agressividade promocional.

O GPA planeja investir no próximo ano cerca de R$ 1,6 bilhão, conforme informou o diretor Financeiro da companhia, Christophe Hidalgo. Valor semelhante deve ser contabilizado este ano, disse.

A previsão de investimentos não considera por enquanto a alienação da Via Varejo. O braço de varejo de eletroeletrônicos do grupo foi colocado à venda, mas a previsão de investimentos ainda considera esse negócio como parte do grupo. Ainda assim, disse Hidalgo, o montante de investimento deve estar mais concentrado no negócio de varejo alimentar.

Iabrudi e Hidalgo falaram com jornalistas durante o GPA Day, encontro de executivos da companhia com analistas e investidores.

O Grupo Pão de Açúcar acredita que seu negócio de supermercados e hipermercados tem uma tendência de melhoria na rentabilidade, segundo afirmou Iabrudi. Ele considerou que os resultados da divisão Multivarejo, que apresentou prejuízo no terceiro trimestre deste ano,têm melhorado.

O executivo afirmou que a companhia tem aprimorado a estratégia comercial da bandeira Extra, principal aposta para recuperação dos resultados. A estratégia envolve uma política de promoções mais agressivas, com descontos concedidos a clientes que compram mais unidades de um determinado produto. Segundo Iabrudi, a análise de dados do período em que essas novas práticas já estavam em curso tem permitido à companhia ser mais assertiva.

Para o executivo, o desafio da bandeira Extra é o de recuperar perdas recentes de market share sem que haja perda de rentabilidade. A participação de mercado, disse, já tem melhorado e, em novembro de 2016, foi superior à de 2015, disse, sem dar detalhes sobre os números.

Outra aposta da companhia é a expansão do e-commerce de alimentos. Um centro de distribuição em São Paulo foi reinaugurado para atender exclusivamente à demanda das vendas online e também para as operações de lojas de vizinhança e das parcerias com pequenos varejistas.

O programa de parcerias chamado Aliados deve encerrar 2016 com 100 lojistas participantes. São pequenos comércios que passam a receber assistência do GPA e a receber produtos comprados pelo grupo junto a fornecedores. Para 2017, a expectativa é chegar a 500 lojas nesse modelo. A ideia é que lojistas com boa performance passarão a operar sob a marca Compre Bem, pertencente ao GPA.