• Outubro de 2017
Home / Notícias

Pesquisa prevê vendas de R$ 270 mi no varejo de Fortaleza no Natal

A Pesquisa sobre o Potencial de Consumo do Fortalezense para o Natal, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE), divulgada nesta terça-feira (6) mostra que 48,3% dos consumidores irão às compras, movimentando R$ 270 milhões no varejo da capital. Isso significa uma queda de cerca de 10% sobre o faturamento no ano passado, que foi de R$ 300 milhões.

A queda no faturamento decorre da combinação da redução do percentual de consumidores que deverão comprar presentes (que caiu de 52,5%, em 2015, para 48,3% neste ano) e da queda do valor previsto dos gastos individuais, que passou de R$ 326 no ano passado, para R$ 319 neste ano. O mix de produtos não teve alteração e o consumidor prefere comprar vestuário, com 62,4%, seguido de brinquedos (29,3%), calçados, cintos e bolsas (28,7%) e itens de perfumaria (17,1%).

Consumidores do gênero masculino com idade até 20 anos (51,4%) e renda familiar superior a seis salários mínimos (62,6%) são a maioria entre os que responderam que pretendem comprar (52,8%)

Semiduráveis
Diferente dos anos anteriores, em que bens de consumo duráveis – em especial os eletrodomésticos – apareciam com destaque dentre os produtos mais procurados, neste ano, os cinco produtos mais procurados são do grupo de bens semiduráveis, fato que também colabora para a redução do valor faturado com a data comemorativa.
Forma de pagamento
A forma de pagamento mais utilizada é o pagamento à vista, declarado por 77,2% dos entrevistados, seguido do cartão de crédito (31,0%). Quanto ao possível local de compra, destacam-se os supermercados e hipermercados (43,6% das respostas), os shopping centers (27,0%) e as lojas de rua (25,3%), sugerindo movimento intenso em todo o comércio.

Apesar de grande parte dos consumidores não declararem dia específico para as compras (41,5%), a conveniência de funcionamento é fator essencial para o atendimento do consumidor, já que 30,2% relataram ter no sábado como o dia ideal para as compras. Além disso, os entrevistados revelaram que as promoções e políticas de preços serão fundamentais para atrair sua atenção, com 54,8% e 46,0% de citação, respectivamente.

Fonte: G1