• Setembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

ES: Sem acordo, abertura de supermercados aos domingos segue valendo

O impasse em torno do reajuste salarial dos trabalhadores do comércio no Espírito Santo permanece. Representantes dos comerciários e dos comerciantes se reuniram mais uma vez, na tarde desta segunda-feira (07), para tratar do assunto, mas nenhum acordo foi costurado.

Devido ao impasse, uma nova convenção coletiva entre as duas partes ainda não foi assinada. Com isso, segue valendo as regras estabelecidas pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que permitem a abertura dos supermercados aos domingos, mas proíbem o seu funcionamento durante os feriados.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Comerciários do Espírito Santo (Sindicomerciários-ES), Jackson Andrade, uma nova reunião está marcada para a manhã desta terça-feira.

"A intenção do sindicato é conseguir fechar um acordo que seja bom para todo mundo. Daqui a pouco está sendo paga a primeira parcela do décimo terceiro, então vai ter um aquecimento no comércio e não é o sindicato que vai querer barrar isso. A gente quer fazer uma convenção que seja boa para ambas as partes, para que os trabalhadores possam passar o final de ano mais tranquilo", ressaltou.

Caso trabalhadores e patrões não cheguem a um acordo até o dia 30 deste mês, o dissídio coletivo será decidido pela Justiça do Trabalho. Os comerciantes estão oferecendo reajuste de 7%, mas os trabalhadores exigem aumento salarial de 8%.

"Esse é considerado um dos maiores reajustes do Brasil. O conjunto dos sindicatos que compõem a Federação do Comércio reuniram-se nas suas regiões e nas suas bases e foram ao limite do limite para que a gente não precise discutir isso na Justiça", destacou Bergamin.

Governador

Durante a manhã, o governador Paulo Hartung se reuniu com empresários dos setores supermercadista e varejista de diversos segmentos, em seu gabinete, no Palácio Anchieta, em Vitória. No encontro, foi discutida a polêmica do fechamento dos supermercados e lojas aos domingos.

"Caminhamos para que seja flexibilizado em regiões, em datas, em calendários, de tal maneira que a gente possa amenizar o impacto que isso causa para a sociedade, mas ao mesmo tempo manter os supermercados sustentáveis", destacou o diretor da Federação do Comércio de bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES), José Carlos Bergamin.

Segundo o superintendente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), Hélio Schneider, Hartung afirmou neste encontro que empresários e trabalhadores devem buscar uma solução para o impasse, para que a economia não seja mais prejudicada. O governador teria dito ainda que vai reconhecer qualquer definição, tanto pelo fechamento, quanto pela abertura dos estabelecimentos.

No entanto, o presidente do Sindicomerciários garante que a volta do funcionamento dos supermercados aos domingos está fora da pauta de negociação da convenção coletiva.

"O sindicato não discute isso, porque como nós encaminhamos nossa proposta para cá, eles não apresentaram a contraproposta, já garantindo a manutenção da convenção coletiva passada, que mantinha os estabelecimentos fechados aos domingos. Então isso não é pauta para nós trabalhadores discutirmos aqui", frisou.

Posts Recentes