• Setembro de 2017
Home / Notícias

Supermercado em shopping é tendência no Grande ABC

Cada vez mais as pessoas buscam praticidade no dia a dia e querem resolver uma série de coisas em um só lugar. Esse é, certamente, um dos motivos para os supermercados invadirem os shoppings do Grande ABC. Por outro lado, também faz parte da estratégia desses centros de compras, ainda mais em tempos de crise na economia, já que disponibilizar estabelecimentos desse tipo pode resultar em maior fluxo de consumidores no local.

Estão marcadas, até o fim do ano, três inaugurações de supermercados em complexos de compras da região. O Shopping Metrópole, em São Bernardo, e o Shopping Praça da Moça, em Diadema, receberão o Carrefour Express. No Golden Square Shopping, de São Bernardo, será aberto em 7 de dezembro o Minuto Pão de Açúcar.

“Além de enriquecer ainda mais o mix de lojas, a presença de um supermercado significa mais comodidade e praticidade para o nosso cliente, que poderá resolver em um mesmo local as conveniências e demandas do seu dia a dia”, afirma a gerente geral do Praça da Moça, Miriam Cassarolli.

E essa movimentação não é em vão. De acordo com dados da FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), o setor de supermercados foi um dos únicos que apresentaram crescimento neste ano. Apenas em julho, o segmento faturou R$ 1,027 bilhão nas sete cidades, alta de 10,6% ante igual mês em 2015.

Na região, outros centros de compras já possuem supermercados, entre eles o ParkShopping São Caetano, com o St. Marche, Mauá Plaza Shopping e o Grand Plaza Shopping, em Santo André, ambos com o hipermercado Extra. Ao todo, portanto, até dezembro seis dos nove shoppings contarão com essa comodidade.

PERSPECTIVA - Ao que tudo indica, a união entre supermercados e shoppings parece frutífera, pelo menos no Grande ABC, é o que afirma o professor de Economia da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Sandro Maskio.

Segundo ele, esse é bom negócio para os shoppings, mercados e consumidor. “Trata-se de tendência que motiva todo mundo. Para o shopping é bom ter um supermercado lá dentro porque isso atrai público maior e com o perfil do complexo de compras, sem dúvida”, avalia.

Para o supermercado, significa se utilizar de uma infraestrutura já existente do estacionamento do shopping, o que facilita na administração. Os benefícios valem, ainda, para quem trabalha no shopping, que no mesmo ambiente de trabalho passa a contar com mais esse serviço.

“O consumidor também ganha com isso, já que o shopping agrega cada vez mais diversos tipos de serviço no mesmo ambiente e é isso o que o torna mais atrativo. Ele pode fazer outras coisas, como ir ao cinema e depois passar no mercado. Isso traz comodidade, mesmo que às vezes os valores praticados não sejam populares”, afirma Maskio.