• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Fast food é o setor preferido dos interessados em franquias

São Paulo – O setor de fast food e alimentação é o preferido dos interessados em abrir uma franquia, de acordo com a pesquisa “Perfil do Candidato à Franquia Brasil”, realizada pela Rizzo Franchise. Esta foi a opção de 53% dos ouvidos. O estudo teve como base um banco de dados de 187 franquias e uma amostra de 2.156 interessados em serem franqueados.

Ocupando a segunda posição, o setor de vestuário é a preferência de 26% dos candidatos. A pesquisa também mostra que cerca de 80% dos candidatos não possui ponto para negócio.

Hoje, a parcela de mulheres interessadas em investir em uma franquia já representa 47%, contra 53% de homens. Em fevereiro desse ano, uma outra pesquisa mostrou que franquias com mulheres faturam 34% mais e que já representam 48% dos franqueados no Brasil.

A faixa de 36 a 45 anos é a que tem mais pessoas que desejam abrir uma franquia, representando 33,4% dos candidatos. A maioria, 64% dos ouvidos, é casada.

A renda mensal atual do potencial franqueado varia de 3,1 mil a 5 mil reais, quase 30% dos candidatos se encontram nessa faixa. Em relação à ocupação do candidato, 32,5% dos interessados são funcionários de uma empresa, 23,6% já são empresários, 12,43% são funcionários públicos e cerca de 13% atuam como autônomos. Estudante, desempregado, dona de casa e aposentado são as outras ocupações listadas.

Quando perguntados sobre as razões para adquirir uma franquia, 56,34% dos candidatos responderam que preferem franquias por receberem orientação técnica no negócio e um sistema sério e profissional (22,3%). Além disso, outros fatores foram: segurança (10,68%), ter uma marca já conhecida (6,22%), garantir o sucesso (1,88%), ganhar muito dinheiro (2,35%) e negócio da moda (0,23%).

A pesquisa também mostra que 41% dos candidatos tem de 81 mil a 120 mil reais de capital disponíveis para investir no negócio. Pouco mais de 13% possuem de 121 mil a 150 mil reais e cerca de 7% possuem de 151 mil a 190 mil reais para abrir uma franquia. Apenas 1,85% tem mais de 250 mil reais disponíveis para virar um franqueado.

A grande maioria, 88,49% dos candidatos, irá operar a própria franquia. Outros 7% revelam que o dia-a-dia será operado pelo cônjuge. Ter familiares no negócio é um desejo de 80%. Quanto a um sócio, 54% afirmaram que desejam um parceiro para operar a franquia.

Expectativas e receios

Experiência no mercado é o que metade dos candidatos esperam do franqueador. Outras expectativas são parceria (19,3%), transparência (12,7%), sucesso (6,5%), lucro (6,3%), segurança (2,6%), marca (1,3%) e ajuda (0,9%).

Cerca de 60% desejam também ter mais de uma franquia. Mas, os três principais receios ao operar uma franquia são falta de experiência (27,15%), falta de capital (19,7%) e falta de apoio do franqueador (11,11%). Fracassar, deixar a segurança do emprego, não se adaptar ao negocio são outros medos dos interessados.

Fonte: Exame

Posts Recentes