• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Investimento estrangeiro na indústria automotiva cresce 76,8% entre janeiro e julho

O investimento direto de estrangeiros feito na indústria automotiva brasileira – fabricação de carros e carrocerias – neste ano foi 76,8% superior ao mesmo período de janeiro a julho do ano passado.

Os dados são de levantamento recente do Banco Central (BC), divulgado em 23 de agosto, e que mostra US$ 2,3 bilhões de investimentos na indústria de carros e carrocerias, pouco mais de um quarto dos quase US$ 8,6 bilhões injetados na indústria de transformação.

Para economistas, a retomada nos investimentos da indústria — única das áreas de investimento externo mapeadas pelo BC a ter aumento em comparação com o mesmo período do ano passado — pode ser explicada, em parte, pela desvalorização do real frente ao dólar no período.

Segundo Tomaz Zanotto, diretor de comércio exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o setor de autopeças responde rápido a variações no câmbio. “No setor de autopeças, por exemplo, a matriz de uma empresa mundial está o tempo todo fazendo cotações para os carros. Se um fornecedor que ele já conhece passa a vender mais caro, a indústria substitui a compra por peças brasileiras”, explica.

Para o conselheiro da Conselho Federal de Economia (Confecon), Roberto Piscitelli, os investimentos no setor fabril podem ser explicados como uma resposta de empresas internacionais em relação ao superávit comercial, mesmo que pequeno, do início do ano. “Todo mundo preferia comprar no exterior. Como o dólar subiu muito, voltou-se a produzir internamente. Provavelmente isso tem a ver com esse possível aumento dos investimentos diretos na indústrias”, avalia.

Fonte: Portal Brasil

Posts Recentes