• Outubro de 2017
Home / Notícias

E-commerce: Camara e-net alerta para mudanças nas entregas durante a Rio 2016

Entre 5 de agosto e 18 de setembro, período de realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, a cidade terá diversas ruas interditadas ou com restrições de acesso. E esses bloqueios devem impactar diretamente os prazos de entrega e saída de encomendas de e para a região metropolitana do Rio. Alguns serviços dos Correios chegarão a ser suspensos durante os Jogos, e os centros de operação funcionarão em horário estendido, com mais veículos nas ruas para reforçar as entregas, incluindo nos finais de semana.

Ronaldo Takahashi, assessor da Vice-Presidência de Encomendas dos Correios, diz que toda a cidade do Rio será afetada durante o evento esportivo, mas destaca que as regiões central e sul sofrerão um pouco mais. “Nessas duas localidades, o acesso será totalmente fechado das 6h às 21h, e nós ajustaremos os horários de suprimento de carga para os centros de entrega localizados nessas regiões”.

Com base nesse cenário, o Comitê de Varejo Online da camara-e.net está orientando as lojas virtuais de pequeno, médio e grande porte a planejarem suas vendas durante as Olimpíadas. Uma das recomendações é que elas comuniquem seus clientes sobre o prazo estendido e as restrições nas entregas no Rio de Janeiro. Até o dia 20 de agosto não haverá coleta ou entrega nas ruas que estarão interditadas para os Jogos. E a suspensão temporária de entregas precisa ser comunicada ao cliente no ato da compra.

Outra recomendação é que os lojistas informem ao consumidor alterações nos prazos de entrega: opções de frete expresso (e-Sedex e Sedex) terão dois dias úteis acrescidos ao prazo padrão; serviços de entrega com hora marcada (Sedex Hoje, Sedex 10 e Sedex 12) e de logística reversa domiciliária estarão suspensos no período dos Jogos; logística reversa em agência estará disponível com um dia útil a mais na entrega; e as demais formas de frete, como o PAC, terá acréscimo de três dias úteis no prazo original.

“O comércio eletrônico lida com a expectativa do consumidor, que faz a compra remotamente e espera ansioso que o produto seja entregue em sua residência dentro do prazo informado”, observa Gerson Rolim, diretor de comunicação e marketing da camara-e.net. “Essa comunicação é extremamente importante para que a loja não receba uma avaliação negativa em razão do não-cumprimento do prazo de entrega”.

Para os consumidores, a primeira dica é consultar nos sites dos Correios se o CEP pretendido para entrega faz parte das ruas com interdição total ou parcial. Produtos para esses endereços só serão entregues após o período Olímpico. Se tiver pressa em receber a compra, indique outro endereço fora dessa área de restrição.

A segunda dica é com relação à segurança. “Os compradores online devem tomar cuidado para não cair em golpes, que costumam aumentar em datas comemorativas”, explica Rolim. “Desconfie de promoções milagrosas, de links de ofertas enviados por e-mail e de e-mails que peçam informações pessoais e bancárias”.

Fonte: IDG Now!