• Outubro de 2017
Home / Notícias

Artesãos comemoram resultado das vendas no último dia da Fenearte

Neste domingo (17), boa parte das prateleiras dos artesãos da Alameda dos Mestres da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), em Olinda, já estão vazias. O último dia de feira é de saldo positivo para vendedores e artesãos, que devem receber a visita de pelo menos 40 mil pessoas durante o dia, de acordo com a organização do evento.

O mestre Heleno de Tracunhaém, na Mata Norte de Pernambuco, vendeu todas as 400 peças de madeira que trouxe. Ele fabrica trios pé-de-serra em diferentes tamanhos, além da imagem do São Francisco. "Cheguei com um carro grande lotado e vendi todas até o sábado. Só sobraram duas peças", diz o artesão, que pretende usar o dinheiro que recebeu na feira para fazer melhorias no ateliê.

O estande do mestre Mazinho, do município de Lagoa Grande, no Sertão do Estado, também está quase vazio. Das 250 peças decorativas do espírito santo que trouxe, só sobraram 50. "Espero vender umas 30 hoje e sair quase zerado da feira. Não tem essa história de crise no artesanato, porque não tem necessidade de ter uma peça de arte em casa. Então quem compra está podendo comprar. Eu vivo da feira, tudo surge daqui, não tenho necessidade participar de nenhuma outra", aponta o artesão.

De acordo com o coordenador geral da Fenearte, Thiago Angelus, o retorno positivo não foi apenas para os artesãos. A expectativa de rendimento geral da feira, no entanto, permanece igual ao balanço de 2015, que foi de R$ 40 milhões. "Estávamos ansiosos esse ano por causa da crise que estamos atravessando, mas a feira foi, para muitos, melhor que no ano passado", argumenta.

Programação cultural

A partir das 16h, o palco principal encerra as apresentações culturais com os maracatus Nação Camaleão, Leão das Cordilheiras de Araçoiaba e o Bloco Pierrot de São José. No palco do mezanino, as crianças podem assistir ao Mamulengo Mulato, que se apresenta às 17h.

A programação da feira ainda conta com a premiação das obras vencedoras do Salão de Arte Popular Ana Holanda e da Galeria de Reciclados, que foram eleitas através de votação do público. Já as oficinas continuam sendo realizadas no mezanino, com inscrições a partir das 14h30. A Fenearte termina às 22h. Os ingressos custam R$ 12 e R$ 6 (meia).

Fonte: G1 PE