• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

IBGE: Setor de serviços acompanhou indústria, da qual é dependente

Rio de Janeiro, 13 - Na passagem de abril para maio, o setor de serviços acompanhou a estabilidade verificada na indústria no período, avaliou Roberto Saldanha, analista da Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume de serviços prestados recuou 0,1%, enquanto a produção industrial ficou estagnada (0,0%).

"Em relação a abril, o volume de serviços ficou praticamente estável. Praticamente, ele acompanhou o movimento do setor industrial, que também ficou estável em relação a abril. Isso mostra então como o setor de serviços depende do setor industrial, como é vulnerável", afirmou Saldanha.

Na comparação com maio de 2015, também houve queda acentuada tanto nos serviços quanto na indústria. A Pesquisa Mensal de Serviços mostrou recuo de 6,1%, enquanto a Pesquisa Industrial Mensal apontou redução de 7,8% na produção.

Segundo Saldanha, os serviços dependem de uma retomada da indústria para mostrar também uma recuperação. "E também da retomada de alguns contratos por parte do governo", acrescentou.

Dependentes da atividade empresarial, os serviços de transportes chegaram a recuar 9,1% em maio ante maio do ano passado. "O transporte é mais vulnerável ao setor industrial, porque atua nos dois lados, tanto no transporte de insumos como na distribuição da produção final", lembrou o analista do IBGE.

Ao mesmo tempo, a deterioração do mercado de trabalho atingiu os serviços prestados às famílias, que encolheram 7% em maio. Segundo Saldanha, o segmento só apontará recuperação diante de uma redução no desemprego e recomposição da renda do trabalhador.

Posts Recentes