• Outubro de 2017
Home / Notícias

Natura começa a vender produtos em estações do metrô e no Instagram

Como parte de sua estratégia para aumentar as vendas diante da crise econômica, a fabricante de cosméticos Natura começou a vender produtos da linha SOU, de cuidados com o corpo e cabelo, em máquinas automáticas ("vending machines") em estações do metrô de São Paulo.

As máquinas podem ser encontradas nas estações Pinheiros, Paulista e Luz, da linha 4-Amarela, de acordo com a empresa.

Além dessas, outras máquinas foram instaladas em três outros locais: na Universidade Mackenzie, no Shopping Paulista e no Aeroporto de Congonhas, todos na capital paulista.

O equipamento deve permanecer nesses locais por três meses, exceto no Mackenzie, onde a máquina ficará até 15 de junho, quando começa o período de férias dos alunos, e deve seguir para outro local ainda não definido pela marca.

Os preços dos produtos nas máquinas são iguais aos sugeridos nos catálogos que as consultoras de venda entregam aos consumidores, segundo a empresa.

Venda de maquiagem no Instagram
Em outra frente, a marca passou a vender maquiagem no Instagram. No perfil Maquiagem Natura, que tem mais de 1 milhão de seguidores, os usuários podem comprar os produtos das fotos clicando no link divulgado na rede social.

De acordo com a empresa, a compra é feita por meio do serviço de e-commerce da marca e o produto é entregue na casa do comprador.

Serviço de assinatura
A marca também investe em um serviço de assinatura. Por meio do aplicativo Natura, disponível para celulares com sistema Android e iOS, consumidores podem comprar os produtos da linha SOU.

Com o aplicativo, o usuário pode montar um kit com quatro, seis ou oito produtos e escolher a frequência com a qual deseja recebê-los em casa (30, 60 ou 90 dias).

O preço dos kits varia conforme a escolha do consumidor. O aplicativo também oferece descontos progressivos de até 15% conforme o número de itens no kit.

Queda nas vendas
A Natura tem buscado, desde o fim do ano passado, alternativas às vendas direitas, feitas por meio de consultores. Em dezembro, a empresa anunciou que pretende inaugurar dez lojas físicas em São Paulo e no Rio neste ano. A primeira foi aberta em abril, na capital paulista.

Outra forma de tentar aumentar as vendas foi o início das vendas da linha SOU em farmácias da rede Raia Drogasil, em março.

No primeiro trimestre de 2016, a empresa registrou prejuízo de R$ 69,1 milhões, puxada pela queda nas vendas, aumento da carga tributária e alta do dólar.

Fonte: UOL Economia