• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

APAS revelará dados do setor supermercadista e tendências

São Paulo, 20 de abril de 2016 - A Associação Paulista de Supermercados (APAS) apresentará, no próximo dia 02 de maio, uma pesquisa inédita sobre o setor supermercadista, apontando as tendências do consumidor brasileiro, durante a 32ª Feira e Congresso de Gestão Internacional APAS 2016.

O levantamento foi realizado em parceria com as empresas Nielsen e Kantar Worldpanel e será divulgado em conjunto pelo presidente da APAS, Pedro Celso; o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), Fernando Yamada; o diretor de Economia e Pesquisa da APAS, Dinis Dias; o gerente de Economia e Pesquisa da APAS, Rodrigo Mariano; a diretora de Varejo da Nielsen, Daniela Spinha de Toledo; e a Diretora Comercial Senior da Kantar Worldpanel, Christine Pereira.

Mesmo em um ano de turbulência econômica, a análise apontou que o setor supermercadista brasileiro faturou R$ 315,7 bilhões em 2015, representando um crescimento nominal de 7% em relação ao ano anterior, o que significa 5,5% do PIB brasileiro. O Estado de São Paulo teve um desempenho dentro da média nacional, o segmento faturou R$ 92,8 bilhões em 2015 com um crescimento nominal de 7%.

A geração de empregos em São Paulo também se manteve estável, com uma média de 510 mil empregos diretos tanto em 2014 como em 2015.

Para 2016, a perspectiva é que o desempenho do setor como um todo seja impactado pelo cenário econômico atual, de elevação do desemprego, queda da renda e inflação elevada e persistente. É esperado um faturamento na ordem de R$ 336 bilhões e crescimento nominal de 6,5% no Brasil, enquanto São Paulo deverá faturar R$ 99 bilhões com crescimento nominal de 6,5%.

Para concretizar esta previsão, o setor deverá adequar-se às necessidades do consumidor. O estudo mostra, entre outros temas, crescimentos e quedas apontadas em cada categoria de produtos e revela as tendências que necessitarão de acompanhamento dos supermercados para atenderem o consumidor – inclusive da Geração Millenium ou Geração Y, que compreende jovens nascidos nas décadas de 80 e 90, e dos idosos. Ambos os grupos apresentam comportamentos diversos de acordo com suas particularidades.

Outros pontos significativos também relacionados ao comportamento do consumidor e que deverão direcionar os supermercadistas são a redução do consumo fora do lar – fator que potencialmente aumenta a compra de produtos nos supermercados, a frequência de ida às lojas, a opção por marcas ou a troca delas e a busca por promoções.

Quando se fala em tendência de crescimento, os estudos apontaram que o mercado eletrônico (e-commerce) no Brasil possui um enorme potencial, revelando o quanto será importante investir no segmento, e destacaram os mercados de vizinhança, que auxiliam nas compras de reposição e têm sido a extensão da despesa mensal do brasileiro, atendendo às suas conveniências.

Fonte: Divulgação

Posts Recentes