• Setembro de 2017
Home / Notícias

Supermercados gaúchos registraram queda real de 1,91% nas vendas

O setor supermercadista gaúcho registrou em 2015 sua primeira queda real de vendas nos últimos dez anos. Esse é um dos resultados da pesquisa realizada pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) com as 255 maiores empresas do setor no Rio Grande do Sul. O estudo Ranking Agas 2015 foi divulgado nesta terça-feira pelo presidente da entidade, Antônio Cesa Longo.

De acordo com o levantamento, o setor supermercadista do Estado faturou R$ 26,2 bilhões em 2015, um crescimento nominal de 8,76% em relação ao resultado de 2014. O índice, deflacionado pelo IPCA/IBGE do período, mostra uma queda real de 1,91% nas vendas do setor no ano passado.

Com um faturamento total de R$ 20,8 bilhões, as 255 companhias supermercadistas avaliadas pelo Ranking Agas 2015 representam 79,25% do total faturado pelo setor. A pesquisa inclui empresas com faturamento anual entre R$ 210 mil e R$ 5,5 bilhões.

A partir do levantamento, a Agas estima que a participação do segmento supermercadista tenha aumentado para 8,6% do total do PIB gaúcho. "A FEE ainda não divulgou o PIB oficial do período, mas estima-se que tenha havido uma queda de cerca de 2,5% no Produto Interno Bruto do Rio Grande em 2015", destacou Antônio Cesa Longo.

A representatividade dos supermercados gaúchos no cenário supermercadista nacional também aumentou, de 8,1% em 2014 para 8,2% em 2015. "No Brasil, os supermercados somaram um faturamento de R$ 315,8 bilhões, o que significa uma queda real de 4% nas vendas nacionais", destaca o presidente da Agas. "A mão de obra empregada no setor também cresceu cerca de 1%, totalizando 94,5 mil colaboradores trabalhando em supermercados no RS", concluiu o presidente da Agas.