• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Varejo eleva número de parcelas e incentiva o brasileiro a comprar

Diante da queda nas vendas do comércio, os prazos médios de financiamento para compra de bens duráveis voltaram a ser alongados em fevereiro, retomando os níveis de um ano atrás. Depois de quase 12 meses estacionado, o aumento de prazo de pagamento apareceu pela primeira vez nos resultados na pesquisa de fevereiro sobre as condições de crédito, da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Contabilidade e Administração (Anefac).

O prazo médio para compra de móveis e eletroeletrônicos, que girou em torno de nove meses no último ano, foi esticado para 12 meses em fevereiro deste ano, o mesmo patamar de fevereiro de 2015. “Com a crise, num primeiro momento, os bancos colocaram o pé no freio nos prazos. Agora, com a queda nas vendas, eles voltaram a esticar”, diz o diretor da Anefac, Miguel Ribeiro de Oliveira. A intenção em alongar prazos, segundo ele, é tornar a prestação mais acessível ao bolso do consumidor e estancar a queda nas vendas.

A Via Varejo, que administra as principais redes varejistas de móveis e eletrodomésticos do País: a Casas Bahia e o Ponto Frio, tem focado em planos e serviços que ofereçam prestações menores e que caibam no bolso dos clientes. A intenção é manter o poder de compra do consumidor. Por conta disso, a Casas Bahia esticou o prazo de pagamento para 14 vezes, sem acréscimo no cartão de crédito. Alguns meses atrás esse prazo máximo era de dez meses. Na bandeira Pontofrio, há promoções relâmpago com foco no prazo. Na última semana, a rede de lojas ofereceu parcelamento em até 18 vezes sem acréscimo no cartão da rede varejista para ofertas específicas.

Posts Recentes