• Outubro de 2018
Home / Notícias

Notícias

AC: Lojas fazem super promoções após fim de ano

Início de ano sempre é marcado com a cobrança de muitos impostos e o movimento do comércio tende a cair depois de grande parte dos consumidores ter gastado muito com as festas de fim de ano.

Para aumentar as vendas e o movimento, comerciantes de Rio Branco têm apostado em super ofertas de começo de ano.

Como é o caso da empresária Marta Lopes. Dona de uma loja de roupas, ela acha que muita gente guardou o décimo terceiro para fazer compras no mês das promoções.
"A gente sabe que nessa época do ano fica mais devagar, então a promoção ajuda bastante a gente fazer um caixa pra pagar nossas contas", explica.

Gerente de uma loja de tecidos, Marcio Greyck, também diz estar esperançoso. Ele acredita que as promoções devem ajudar a recuperar o movimento que no mês de janeiro costuma ser bem mais fraco.

"A demanda de venda caiu muito. As vendas foram boas mesmo no ano passado, em novembro e dezembro. Estamos com uma promoção de 30% à vista ou só uma vez no cartão. Cai muito a venda em janeiro e fevereiro, vai melhorando para março e abril", destaca.

Já nas lojas do setor de eletrodoméstico, o movimento mais intenso é no mês de janeiro porque as promoções já fazem parte do calendário da loja no início do ano. Assim, os clientes estão mudando esse hábito de compras.

"Dezembro é natal e é maravilhoso, mas janeiro está maravilhoso também. Para se ter uma ideia, se a gente comparar nosso início de janeiro com dezembro, está muito mais a frente agora. Porque o nosso consumidor sabe que após o natal tem o saldão, então gasta pouco no fim de ano para gastar agora", ressalta o gerente de uma loja de eletrodomésticos, Celso Sacramento.

E quem deixou para gastar o dinheiro extra do fim do ano, agora em janeiro vai aproveitar os descontos que vão de 40 até 60% em algumas lojas, mas quem vai sair na vantagem mesmo é o consumidor.

"Eu vinha passando no meu carro, parei no sinal olhei e vi a promoção. Então comprei um tecido para fazer uma blusa e economizei R$ 20. Eu não compro nada no Natal e no Ano Novo", diz Eliene Ferreira, revendedora de cosméticos.

Colaborou Lys Mendes, da Rede Amazônica Acre.

Fonte: G1 AC

Posts Recentes