• Outubro de 2017
Home / Notícias

Vendas de livros no Brasil apresenta retração no 11º período

Cenário de aumento de preço médio e queda nos descontos cedidos pelos canais de venda repete-se no período 11 (05 de outubro a 01 de novembro) de 2015. Segundo estudo realizado pela Nielsen, por meio do serviço de Bookscan no Brasil, a variação das vendas em número de exemplares caiu (-3,7%) em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o faturamento se manteve estável.

No acumulado de 2015 até o momento (de 09/12/14 a 01/11/15) a Nielsen observou um crescimento de 4,57% em volume e 5,01% em faturamento, comparando com o recorte do mesmo período em 2014. Na projeção das vendas das editoras, a variação de faturamento é de queda de 0,45%.

“Se o mercado quiser fechar faturamento de 2015 em linha com o PIB projetado (queda de 3,5%), ele terá que performar 15% melhor no restante do ano em relação a 2014. A Black Friday, famosa pela liquidação de produtos, tradicionalmente contribui com volume, mas não com valor, o que aumenta a conta para o Natal”, comenta Ismael Borges, executivo responsável da Nielsen Bookscan para o Brasil.

Esses são alguns dos dados contidos no 9º Painel das Vendas de Livros do Brasil, apresentados pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e pela Nielsen. Os números têm como base o resultado de Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados.