• Outubro de 2017
Home / Notícias

5 erros que varejistas on-line cometem e que podem comprometer seus negócios

Segundo pesquisa realizada pela Big Data no início do ano, existem 450 mil e-commerces ativos no Brasil. E apesar de um ano fraco para a economia em geral, a previsão para o setor é de crescimento de 15% até o final do ano, segundo dados da E-bit.

Mesmo com as boas perspectivas, especialistas da área apontam que apenas 50 das 3 mil lojas on-line que surgem por mês, sobrevivem.

Conhecer o nicho de atuação, gerenciar estoques, promover ações efetivas de e-mail marketing, controlar a entrega de produtos e o atendimento ao cliente: tudo isso faz parte do dia a dia dos grandes varejistas online e são pontos essenciais para o sucesso das empresas. Porém, apesar de boas ideias, muitos negócios acabam não dando certo por erros cometidos nestas diferentes fases.

Na Rakuten EXPO, maior evento do comércio eletrônico que acontece dia 15 de outubro, empresas como PiniOn, All In, Zendesk, e-Millennium ERP, NeoAssist, CREDZ, Intelipost e KPL discutem o setor e apontam soluções para os principais erros. Confira 5 deles:

1) Não entender o seu público: Com a grande competitividade das empresas, conhecer bem o seu mercado de atuação e entender o cliente são pontos cruciais para se sobressair em meio aos seus concorrentes. As pesquisas realizadas diretamente com o público-alvo são ótimas fontes de informação e as ferramentas disponíveis hoje no mercado permitem obter feedbacks espontâneos, de forma rápida e prática.

2) Generalizar: Apesar dos consumidores estarem cada vez mais exigentes, grande parte das empresas ainda enviam e-mails em massa, que não levam em consideração comportamentos e preferências do consumidor. Existem soluções que oferecem produtos e serviços direcionados pelo comportamento do cliente online. Através do monitoramento de atitudes realizadas online (abandono de carrinho, abandono de navegação, produtos que mais compra etc), é possível impactar o cliente de maneira assertiva, no momento certo e da forma correta.

3) Inacessibilidade: Um dos erros mais graves que vemos atualmente é o tratamento transacional que é ofertado ao cliente quando este precisa de ajuda. Existem soluções no mercado que além de integrar vários canais de comunicação, permitem também o foco no relacionamento e fidelização do cliente, transformando cada contato em uma oportunidade para conectar e aproximar cada vez mais a marca e consumidor.

4) Deficiência na avaliação de crédito: receber ligações dias após a compra, com informações que não condizem com a realidade do comprador frustram os consumidores. Como o risco de fraudes também é elevado para os lojistas, é importante trabalhar com empresas que tratam dos casos individualmente, mas de forma rápida e eficiente.

5) Morosidade na entrega: Depender apenas de alguns provedores pode se tornar fatal. Isso porque se os Correios entram em greve, por exemplo, o consumidor não recebe o produto no tempo estimado e quem fica com a imagem negativa é a empresa que realizou a venda. É importante ter planos de contingência e uma equipe bem treinada para tornar o processo ágil e eficiente.

A lista completa dos palestrantes pode ser conferida no site do evento: http://www.rakuten.com.br/Expo/index.html

Fonte: Divulgação