• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Intenção de consumo das famílias de SP caiu 36,2% em 12 meses

As famílias paulistanas estão apertando o cinto dos gastos. Segundo pesquisa da FecomercioSP, a intenção de consumo caiu 36,2% em setembro, na comparação com o mesmo mês de 2014. Com o recuo, o indicador atingiu o menor patamar da série histórica, iniciada em janeiro de 2010, a 69,8 pontos. Pontuações abaixo de 100 significam insatisfação quanto às condições de consumo.
Frente a agosto, foi a 11ª queda seguida do indicador, de 0,3%.

A pesquisa mostra que os paulistanos também estão cada vez menos satisfeitos com seu nível de renda e emprego. Os itens renda atual e emprego atual caíram 0,8% e 0,7%, respectivamente, ante agosto, atingindo no mês 83,4 e 96,1 pontos. Por outro lado, a perspectiva profissional, apesar da variação positiva de 3,7%, atingiu 93,6 pontos.

"A intenção de consumo 36,2% menor que a do ano passado é reflexo de uma inflação próxima de 10% e do desemprego subindo, o que deixa as famílias cada vez mais preocupadas e insatisfeitas, pois não conseguem ver um horizonte de melhora", afirma a entidade em nota.

Brasileiros deixam de comprar

Pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) também nesta quarta-feira indica que em 2015 os brasileiros estão pouco estimulados a comprar, por falta de dinheiro e pelos preços altos.

No primeiro semestre, consumidores preferiram produtos de menor valor, como itens de telefonia e eletroportáteis, diminuindo a compra de eletroeletrônicos, como televisores, DVDs e home theaters. Em 2014, a justificativa para o baixo consumo era a falta de necessidade dos itens.

Em relação ao poder aquisitivo, os entrevistados se mostraram mais pessimistas para este segundo semestre. Para 43% as condições financeiras estão piores ou muito piores. Em 2014 o número registrado foi de 12%.

Fonte: G1

Posts Recentes