• Outubro de 2017
Home / Notícias

Brasileiros vão menos às compras e vendas caem nos supermercados

Os supermercados brasileiros estão amargando o pior ano desde 2006. Uma pesquisa da associação de empresas do setor concluiu que os consumidores estão indo menos às compras.

O Jornal Nacional acompanhou Ângela Salazar no supermercado. A professora aposentada compara. Ela passou pelas frutas, verduras, pela carne seca e não levou nada. “R$ 22,06, quer dizer, é muito caro. Muito caro. Nós pagávamos bem menos há uns dois meses”, avalia.

O pão está mais caro. A carne vermelha também subiu. Mas foram para o carrinho mesmo assim. “E aí é que está o problema. Não dá para deixarmos de comer feijão, arroz, macarrão, o que é básico”, diz Ângela. Hora de pagar a conta. “Com esse valor, eu levaria mais sacolas, com toda a certeza”, afirma.

A impressão é de que as filas estão menores, e não apenas porque tem menos gente fazendo compras, mas também porque os consumidores estão levando menos produtos para casa. O IBGE diz que as vendas nos supermercados caíram quase 2% só esse ano. Os motivos: a inflação dos alimentos e a queda do poder de compra dos consumidores. Eles estão indo menos ao mercado.

Uma pesquisa a Associação de Supermercados diz que foram quase três idas a menos, em média, no país. Em São Paulo, os consumidores cortaram, desde o início do ano, seis visitas ao mercado e no Rio, cinco. “É uma aposta muito grande do setor que vai lançar produtos cada vez mais competitivos, com benefício de alto valor para os nossos clientes. Nossos clientes podem aguardar que, até o final do ano, o astral, por conta dos supermercados, vai subir cada vez mais nos nossos clientes”, destaca o presidente da Abras, Fernando Yamada.

Dona Nilza Carpio diminuiu as idas ao mercado e cortou também alguns produtos mais caros. “Se eu comprava dois em 15 dias, um mês, eu agora compro um. Deixo passar os 15 dias e aí é aonde eu compro. Procuro mais promoções, porque está meio difícil, sim”, conta a aposentada.

Fonte: G1