• Outubro de 2017
Home / Notícias

Centauro mantém crescimento com faturamento 10% maior em 2015

Diante do pior cenário para o comércio dos últimos 12 anos, a Centauro, maior rede de lojas de artigos esportivos da América Latina, mantém o fôlego. Cresceu 10% no primeiro semestre e, mesmo com a forte turbulência econômica, abrirá cinco novas lojas até o fim de 2015.

Mineiro de Caratinga, cidade de 90 mil habitantes no Vale do Rio Doce, o empresário Sebastião Bomfim conta que, desde 1981, quando fundou a marca em Belo Horizonte, já sobreviveu a oito crises e sempre saiu “inteiro”. Hoje, com 220 lojas no país e faturamento que chega a R$ 2,6 bilhões por ano, ele afirma que o segredo é saber o momento certo de “sair na frente”.

“Em épocas assim, trabalhamos com a estrutura mais enxuta possível e cuidamos do caixa para garantir a lucratividade. Em algum momento a situação reverte. É preciso ler os sinais e saber quando investir”.

Pé no freio

Apesar da expectativa positiva, Bomfim reconhece que o clima exige cautela. “Nossa média de abertura de lojas gira em torno de 20 a 25 por ano. Estamos menos focados em abrir novos metros quadrados e mais interessados em estratégias para aumentar a produtividade do que já temos. Só em shoppings, são 19 hectares de lojas”.

Neste ano, o investimento da Centauro cairá cerca de 30% em relação a 2014, passando de R$ 120 milhões para R$ 80 milhões. “Enxugamos um pouco. O investimento irá para os centros de distribuição e para reformas e melhorias das lojas”, revela o presidente da Centauro.

Mesmo assim, já é confirmado que as cidades de Campo Grande, Cuiabá e Goiânia, na região Centro-Oeste, Teresina, no Nordeste, e Campinas, no Sudeste, receberão as cinco novas unidades da rede.

Depois de uma reestru-turação do comércio eletrônico, as vendas pela internet já respondem por uma boa fatia das vendas da Centauro. Segundo Bomfim, o e-commerce representa 17% do faturamento.

Campeão

Desde que ocupava a 195ª posição no ranking mundial, em 2006, o tenista Marcelo Melo, atual campeão do prestigiado torneio de duplas de Roland-Garros, na França, é patrocinado pela Centauro. No contrato, quanto mais alta fosse sua colocação, mais dinheiro Melo receberia do patrocinador. “Um dia vi ele jogando tênis em BH e percebi que tinha um grande potencial. Nunca renegociamos o contrato dele, acredito que hoje esteja ganhando bem”, brinca Bomfim.

Fonte: R7