• Setembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

Empresas de conserto faturam em época de consumo mais fraco

Os setores de reforma e manutenção de produtos estão faturando com a crise. Com dinheiro curto, o consumidor está cuidando mais do que tem em casa.

Na loja de sapatos e bolsas da empresária Mireille Fichmann, em São Paulo, funciona uma oficina num andar. No outro, a venda de sapatos novos. Este ano, ao contrário de outros, é a reforma que está segurando a lucratividade.
Os consertos custam de 5% a 50% do preço do produto novo. Trocar a capinha do salto do sapato, por exemplo, custa a partir de R$ 15. A meia sola, R$ 35. E a troca do zíper, R$ 65. Hoje pelo menos 200 pessoas vão à loja todo mês para consertar ou reformar alguma coisa e economizar.

Dono de uma oficina de manutenção de motos, Fernando Del Franco também comemora o momento: com mais gente usando motos para diminuir os gastos, o movimento na oficina aumentou. Fernando conseguiu manter a tabela de preços do ano passado. A oficina recebe 250 clientes por mês. Os serviços mais procurados são a troca de óleo, de pneus e de pastilha de freio.

Fonte: PEGN TV

Posts Recentes