• Novembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

Tendências da moda para 2016 e tema de palestra em São José do Rio Preto

Ainda faltam mais de seis meses para o outono, mas a moda que vai estar nas ruas já começa a “esquentar” a cabeça das empresas de confecção e dos profissionais ligados à área. Cerca de 30 deles participaram no dia 10, no auditório do Senai, em São José do Rio Preto, de uma palestra sobre inspirações e tendências para o outono/inverno 2016. Débora Catelani, designer e especialista em pesquisa de moda e comunicação, falou para os participantes sobre a parte dedicação ao vestuário na publicação Direções Criativas para o Outono-Inverno 2016. Ela é o resultado de quase seis meses de trabalho dos profissionais do Senai Mix Design, uma iniciativa para oferecer às confecções nacionais uma visão dos principais eventos de moda no exterior e no Brasil. Por traduzirem para o cenário brasileiro as tendências mundiais, Direções Criativas é uma referência para as indústrias do setor. “Eu já comprei o meu book com as orientações para a próxima temporada”, disse a designer Heloisa Gouvea, que acaba de montar um escritório de desenvolvimento de modelagem e coleção. A designer elogiou muito a palestra: “Foi bem abrangente, envolveu vários aspectos e trouxe muita informação”, afirmou Heloisa.

A empresária Carina Machado também participou – e gostou – da palestra. “Foi muito boa, a pesquisa é muito inspiradora”, disse Carina, que trabalha com moda há 22 anos e atualmente é proprietária da Clô, marca que reúne confecção, duas lojas – atacado e varejo – e vendedoras de porta em porta.

A palestra atraiu também a fotógrafa de moda Dai Lourenço. “Acho muito importante, para o meu trabalho, ficar por dentro do processo da criação, porque aí fica mais fácil entender os clientes, inclusive até na questão dos prazos, porque hoje está tudo instantâneo, então eu preciso vivenciar isto também. E a palestra foi maravilhosa, porque poucas vezes a gente tem oportunidade de acessar uma carga tão completa de informação”, finalizou a fotógrafa.

De volta às tendências, afinal o que vai se ver nas ruas no outono/inverno do ano que vem? “Existe uma tendência fortíssima de quebrar paradigmas em relação a gênero, ao masculino e ao feminino”, disse a palestrante Débora Catelani. “O comportamento aqui do Brasil permite isso, e você pode fazer uma roupa feminina sem carregar nos elementos do universo feminino, pode mixar com elementos do masculino. O empresário precisa tentar achar novos caminhos a serem explorados, pegar coisas que a gente conhece e mostrar de outra forma”, afirmou a designer. Mesmo porque a principal tendência em moda nesta primavera/verão - consumidor com dinheiro curto - deve prevalecer também no próximo outono/inverno. “As empresas estão passando por um momento de filtragem, eu acho”, declarou Debora. “Quem está competindo por preço, que não tem a questão do valor agregado, da identidade, a conexão com o consumidor, corre o risco de não permanecer no mercado. Porque existe, sim, a necessidade da roupa, mas existem coisas mais importantes afora. Então, o empresário precisa encantar o cliente, trabalhar muito bem a sua coleção, prestar muita atenção nos cronogramas, no momento... É preciso realmente focar para atingir em cheio este consumidor, tão difícil de fidelizar hoje.”

Fonte: Sebrae SP

Posts Recentes