• Dezembro de 2018
Home / Notícias

Notícias

Ex-presidente do Pão de Açúcar assume comando de holding que controla City Lar

O ex-presidente do Grupo Pão de Açúcar, Enéas Pestana assumirá na próxima semana o comando da Máquina de Vendas, holding da qual a rede varejista City Lar faz parte desde 2010. A rede de varejo de móveis e eletroeletrônicos mato-grossense é considerada a bandeira do grupo no estado, em Mato Grosso do Sul e na região Norte do país. Pestana terá missão de reestruturar varejista que possui problemas de integração e que procura um sexto sócio.

A Máquina de Vendas é hoje a terceira maior varejista de móveis e eletroeletrônicos do Brasil. Ela é formada A holding foi criada em março de 2010 resultado da fusão das varejistas Insinuante (da Bahia) e Ricardo Eletro (de Minas Gerais). Em junho de 2010 a holding incorporou-se a City Lar, em 2011 a Eletro Shopping (de Pernambuco) e as Lojas Salfer (de Santa Catarina) em 2012.

Enéas Pestana deverá assumir o comando da Máquina de Vendas na próxima segunda-feira, 10 de agosto, de acordo com o Estadão. De acordo com publicação do Estadão, nesta quarta-feira (05), a Máquina de Vendas é dona de um faturamento anual de R$ 10 bilhões. Ela fica atrás das gigantes Via Varejo (do Grupo Pão de Açúcar) e Magazine Luiza.

Conforme o Estadão, havia falta de integração entre as cinco empresas que compõe a holding, gerando assim sobreposição de cargos e atuação independente das mesmas.

Os cinco sócios Luiz Carlos Batista, Ricardo Nunes, Clayton Salfer, Erivelto Gasques e Richard Saunders, diante das mudanças ao qual a Máquina de Vendas passa, irão atuar na holding e no conselho de administração da companhia. Já o atual presidente Pedro Magalhães irá atuar na área de governança corporativa. A diretoria financeira da varejista será ocupada por Mario Lahoz, que faz parte da equipe de Enéas Pestana, que é proprietário da Enéas Pestana & Associados.

O Estadão destaca ainda que o mercado varejista e a indústria interpreta a chegada de Enéas Pestana ao principal posto da Máquina de Vendas como um caminho para uma possível entrada de Abílio Diniz na sociedade da holding e assim concorrer com a sua antiga empresa, a Via Varejo.

Posts Recentes