• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Faturamento de supermercados em MG sobe 0,27% em junho

O faturamento dos supermercados de Minas Gerais apresentou alta de 0,27% em junho ante o mesmo mês de 2014. Na comparação com maio, entretanto, houve retração de 2,47%. No primeiro semestre, a alta é de 0,63%. Os dados, que são deflacionados pelo IPCA, são do Termômetro de Vendas, pesquisa mensal da Associação Mineira de Supermercados (Amis), com empresas de todo o estado.

Os resultados de Minas Gerais foram melhores do que a média do país. Na última terça-feira a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgou que em junho ante junho de 2014 o faturamento dos estabelecimentos nacionais recuou 3,04%. Na comparação ante maio houve queda de 4,72% e no acumulado do ano até junho o indicador ficou estável.

Conforme a Amis, em nota, o resultado negativo de junho ante maio se dá pelo menor número de dias e um fim de semana a menos na comparação dos dois meses. "Contudo, já há também certa precaução de que a desconfiança do consumidor com o atual momento da economia do País afete o movimento nas lojas, embora isso ainda não se tenha confirmado", afirmou a entidade. A Amis projeta crescimento de 1,5% da receita bruta do setor em Minas no ano.

Desempenho regional

Na análise por região, em junho ante maio a queda menos acentuada foi o Norte/Noroeste do Estado (-1,02%). Na sequência ficaram o Centro-Oeste mineiro (-1,75%); Zona da Mata (-2,05%); Vale do Rio Doce/Mucuri/Jequitinhonha (-2,87%); Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba (-2,9%); Sul (-2,93%) e região Central (-3,39%).

Investimentos

O setor supermercadista em Minas Gerais reiterou os investimentos de R$ 300 milhões em 2015, com a abertura de 70 lojas. Entre janeiro e julho, foram abertos 40 estabelecimentos, com aportes estimados de R$ 175 milhões e geração de 4,5 mil postos de trabalho. "Até o fim do ano outras 30 lojas devem ser inauguradas, o que totalizará aportes de mais R$ 125 milhões e outros 3,5 mil postos de trabalho", informou a Amis.

Ainda de acordo com a entidade, os principais aportes têm sido feitos pelas maiores empresas. Até julho, a rede Supermercados BH abriu quatro lojas, todas de supermercados de vizinhança, e deve inaugurar seis até o fim do ano. Já a rede EPA inaugurou ou reabriu 14 lojas, todas de vizinhança, e a previsão é também de outras seis.

Posts Recentes