• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

CE: Varejo diminui lucro para recuperar vendas

O resultado insatisfatório das vendas nos últimos meses está induzindo o varejo a apostar nas promoções para queimar o estoque. Para atrair o cliente em meio ao cenário econômico recessivo, as lojas oferecem descontos acima da média para o período, de até 70%. Porém, devido às altas taxas de juros, o consumidor tem evitado contrair dívidas, preferindo o pagamento à vista ou em até 90 dias sem juros.“O consumidor está refratário a qualquer compra com juros, e está fugindo de compromissos de longo prazo”, diz Freitas Cordeiro, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Ceará (FCDL-CE).

Embora as promoções nesta época do ano não sejam incomuns, os altos descontos que vem sendo oferecidos não refletem o momento adverso para o varejo. “O comerciante não pode ficar parado. Então ele sacrifica sua margem de lucro para ter rotatividade, porque produto parado só gera mais custo. E o consumidor termina sendo beneficiado”, diz Cordeiro.

O professor especialista em Logística, Bruno Leitão, atribui as promoções ao clima hostil que se criou em torno da crise econômica. “Essas empresas estão sendo as principais afetadas e o consumidor está com medo. Os resultados das vendas nas últimas datas festivas gerou insegurança por parte dos lojistas, que geralmente não faziam essas promoções nesse período”.

Para Leitão, as promoções funcionam apenas como paliativo e não dão sustentabilidade às empresas. “É preciso que o varejo se una, porque não é o esforço de um só, mas sim de todo o mercado”, ele diz. Uma alternativa interessante para os lojistas destacada pelo especialista são as promoções que façam com que o cliente se sinta prestigiado. “Não é só baixar o preço, mas buscar meios de fazer com que esse cliente se sinta prestigiado”, completa.

Oportunidade

Severino Ramalho Neto, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), salienta que as promoções devem ser vistas pelo consumidor como uma oportunidade, pois na medida em que os estoques forem se regulando, as promoções devem diminuir.

“Esse período promocional pode ser aproveitado para as compras do dia dos pais, por exemplos. Há uma grande oferta de lojas e tempo para escolher”.

Aproveitar a queda nos preços é o que a bacharel em Psicologia Aline Vasconcelos está fazendo. “Eu moro próximo ao RioMar e estou percebendo uma queda na movimentação por conta da crise econômica, mas enquanto isso eu vou aproveitando as promoções”.

Há também os consumidores que esperam promoções ainda mais agressivas para ir às compras. “Estou percebendo as promoções, mas acredito que os preços podem ficar ainda mais baixos, então vou esperar”, diz o empresário Ricardo Sampaio, 34.

Fonte: O Povo Online

Posts Recentes