• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Pesquisa destaca hábitos de consumo em tempos de cenário econômico ruim

São Paulo, julho de 2015 - A MeSeems, empresa de pesquisa web-mobile, realizou pesquisa com 1.650 pessoas das regiões Nordeste, Sudeste e Sul, com o objetivo de avaliar expectativas, receios e hábitos de consumo em tempos de crise e a possibilidade de mudanças de comportamento em função dessas variáveis.

De acordo com a pesquisa - a análise do comportamento de consumo diante de um cenário econômico ruim -, 40% dos respondentes afirmaram que continuam consumindo os mesmos produtos e serviços, 30% apenas produtos/serviços similares e mais baratos, 17% não alteraram seus hábitos de consumo e somente 13% deixaram de consumir a maioria dos produtos/serviços.

Em relação à prioridade de consumo no atual momento de vida, os entrevistados avaliaram algumas atividades de 1 a 5, onde 1 significa prioridade de consumo muito alta e 5 prioridade de consumo muito baixa. De acordo com os resultados, foi feito um cálculo de média ponderada, onde resultados abaixo de 50% são considerado baixa prioridade, de 51% a 75% prioridade média e mais que 75%, alta prioridade.

Segundo a avaliação, 86% dos respondentes consideram compras de mantimentos no supermercado alta prioridade, seguido de medicamentos na farmácia, com 75%. Já o consumo de roupas/calçados (62%) e artigos de beleza (56%) tem uma relevância média, seguido de ir ao bar com amigos (53%), frequentar cinema ou teatro (52%) e viagens de lazer (51%). São consideradas prioridades baixas: compra de imóveis novos ou seminovos para morar ou investir (45%) e a compra de veículos novos ou seminovos (38%).

A pesquisa também detectou a diminuição de frequência na maior parte de atividades propostas, em relação aos últimos dois anos:

- Frequentar cinema ou teatro: 45% diminuíram a frequência, 39% mantiveram e 16% aumentaram.
- Ir ao bar com amigos: 46% diminuíram a frequência, 36% mantiveram e 17% aumentaram.
- Comprar roupas/calçados: 34% diminuíram a frequência, 47% mantiveram e 19% aumentaram.
- Comprar imóveis novos ou seminovos para morar ou investir: 60% diminuíram a frequência, 34% mantiveram e 6% aumentaram.
- Comprar carro novo ou seminovo: 63% diminuíram a frequência, 31% mantiveram e 6% aumentaram.

As expectativas com o cenário econômico brasileiro são pessimistas no curto prazo. 35% dos entrevistados estão pessimistas, 30% muito pessimista, 18% indiferente, 13% otimista e apenas 4% muito otimista. Já no longo prazo, 28% disseram estar otimistas, 23% indiferentes, 22% pessimistas, 18% muito pessimista e 8% muito otimista. Os homens estão mais otimistas no longo prazo que as mulheres, com 30%, ante 26% do público feminino.

A pesquisa foi realizada entre 12 e 15 de junho. O público alvo para este estudo é composto de homens e mulheres, de idades entre 18 e 40 anos, das regiões Nordeste, Sudeste e Sul. Os usuários fazem parte das classes sociais A, B e C, segundo o Critério Brasil 2015.

Sobre o MeSeems

O MeSeems é uma empresa de tecnologia focada na geração de informações de valor para seus clientes, por meio de pesquisas de mercado de qualidade, realizadas em poucos dias, com um grande número de respostas e a um preço competitivo.

Links para download:

Android
play.google.com/store/apps/details?id=com.meseems

iOS
itunes.apple.com/us/app/meseems/id852296239?mt=8

Fonte: Divulgação

Posts Recentes