• Outubro de 2017
Home / Notícias

Vendas de itens de festas juninas devem crescer até 15%

O setor supermercadista já prepara um mix de produtos típicos para atender a demanda durante junho e julho, meses das tradicionais festas juninas. A expectativa, segundo o departamento de Economia e Pesquisa da Associação Paulista de Supermercados (APAS), é de crescimento entre 10% a 15% nas vendas de milho de pipoca, canjica, quentão, vinho quente, pinhão e amendoim.

Além disso, já é tradição a reserva de uma área especial nos supermercados para a exposição de produtos juninos. Os quiosques com decoração temática impulsionam as vendas e dão um clima festivo durante os meses das festas. Outro fator que estimula a vendas são as temperaturas mais amenas nesse período do ano, um convite ao consumo de itens como queijos, vinhos e carnes.

Para a indústria de alimentos diretamente relacionada às festas juninas, as vendas de junho e julho representam parcela significativa na comercialização anual dos produtos. O setor investe em decoração e exposição nos supermercados para atrair os consumidores, sendo que o período de festas é uma boa oportunidade para lançamento de produtos, ações promocionais e degustações, que alavancam as vendas neste período do ano.

Preços

De acordo com a APAS, apesar do aumento na procura dos produtos, os consumidores não serão surpreendidos com a elevação nos valores dos itens, já que a concorrência entre as empresas deste segmento gera um equilíbrio natural de preços. Os ganhos de eficiência e de produtividade possibilitam maior competitividade, uma vez que os supermercados podem negociar os preços junto à indústria, contribuindo para um comportamento mais estável do setor na comparação com 2014.