• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Varejo melhora previsão de vendas e eleva confiança do setor em abril, diz a FGV

Apesar de discreta, a melhora na confiança do comércio em abril foi impulsionada pela retomada do otimismo com as vendas nos próximos meses. Além disso, a alta espalhou-se pela maioria dos segmentos monitorados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Dos 17 setores investigados, 11 registraram alta no Índice de Confiança do Comércio (Icom) neste mês. Por outro lado, a intenção de contratar segue diminuindo.

A confiança do comércio avançou 0,4% em abril ante março, já descontados os efeitos sazonais. No varejo restrito, que inclui os setores mais tradicionais do varejo exceto veículos e materiais de construção, o avanço foi de 3,7% neste mês, em movimento generalizado que atingiu oito das nove atividades.

Em geral, a alta do Icom foi determinada pela evolução favorável das expectativas, sob influência principalmente do indicador que mede o otimismo com as vendas nos três meses seguintes, que subiu 2,6% em abril ante março. As perspectivas sobre o ambiente de negócios no futuro também melhoraram, segundo a FGV, mas o ímpeto de contratações segue minguando.

A intenção de empregar mais trabalhadores caiu pelo quinto mês consecutivo, agora com recuo de 2,5%, e atingiu o menor patamar da série histórica (91,4 pontos), iniciada em 2010. Na prática, o fato de este indicador estar abaixo de 100 pontos significa que mais empresas pretendem demitir nos próximos meses do que contratar.

No presente, o Índice de Situação Atual (ISA-COM), que retrata a percepção sobre a demanda corrente, recuou pelo terceiro mês seguido. Diante da queda de 2,0% neste mês, o indicador atingiu o mínimo histórico de 67,5 pontos.

Posts Recentes