• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

RJ: Comércio espera aumento de 0,5% em vendas no Dia das Mães, diz CDL Rio

O comércio lojista do Rio de Janeiro espera vender 0,5% a mais no Dia das Mães, a maior data comemorativa do comércio depois do Natal, segundo pesquisa do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas (CDL Rio). A informação foi divulgada nesta quinta-feira (16).

Em 2014, a estimativa de vendas para a data era de 3,5% e as vendas foram 3% maiores do que o esperado para a data, informou a entidade.

De acordo com o presidente do CDL Rio, Aldo Gonçalves, os lojistas estão “moderadamente otimistas com as vendas para o Dia das Mães” e o resultado de 0,5% reflete “o fraco movimento comercial dos últimos três meses e o quadro econômico atual, com inflação e juros altos”.

“Apesar desse cenário os comerciantes criaram uma série de estímulos para aumentar as vendas, entre promoções, descontos, sistemas de crédito diferenciados e diversificação de produtos”, explicou Aldo, em nota.

A análise ouviu empresários dos setores de eletroeletrônicos, eletrodomésticos, perfumaria e cosméticos, perfumaria, vestuário, calçadas e bolsas, joias e bijuterias, telefonia celular e CD.

Presente de R$ 140

Os lojistas estimam que o preço médio dos presentes por pessoa deve ser de cerca de R$ 140. Ainda segundo pesquisa, o cartão de crédito parcelado será a forma de pagamento mais utilizada, após o cartão de loja, cheque parcelado, crediário, dinheiro e cartão de débito.

A análise apontou ainda que vestuário, calçado, bolsas e acessórios, joias, bijuterias, perfumes, produtos de beleza, celulares e eletroeletrônicos devem ser os itens mais vendidos na data.

Lojistas preparados

Para atender o aumento da demanda, os lojistas aumentaram seus estoques e optaram por novos produtos no setor de vestuário e calçados, informou o CDL Rio.

Para atrair consumidores, após a maior queda do comércio em fevereiro desde agosto de 2003, os comerciantes elegeram promoções para alavancar a venda de celulares, e propaganda para atrair compradores de eletrodoméstico e eletroeletrônicos.

Fonte: G1 Rio

Posts Recentes