• Outubro de 2017
Home / Notícias

Empresa cria sistema para vendas via Instagram e WhatsApp

Engenheiro de produção, Gabriel Monteiro decidiu transformar o hobby de sua mãe em uma atividade remunerada. Passou, então, a vender aventais e roupas estilizadas via Instagram, mas sentiu falta de uma ferramenta que agisse de forma automatizada e simples. A ideia era que as clientes pudessem “curtir” os produtos postados diariamente nas redes sociais e, então, realizar o pagamento de uma só vez.

Com isso em mente e após um ano de desenvolvimento e investimento de R$ 50 mil, ele fundou a Boxbuy em setembro do ano passado junto com o sócio Matheus Guilarducci.

Depois de ganharem R$ 10 mil e três iPhones 6 como prêmio do desafio MasterCard Digital Commerce SHIFT em dezembro, a dupla decidiu criar uma nova ferramenta: o Shopgram, lançada em março. Aqui foram investidos mais R$ 15 mil, dinheiro que veio de um grupo de investidores-anjo. “Foram pequenos ajustes na tecnologia já pronta”, comenta Monteiro.

“O Shopgram é um novo produto, que utiliza a tecnologia que desenvolvemos dentro do Boxbuy”, explica. O empreendedor conta que, após uma análise de mercado, ele e o sócio entenderam que o Instagram e o WhatsApp são as plataformas que hoje têm maior potencial de alcance de vendas na web.

Funciona assim: quando a foto de um produto com o selo “Compre no Shopgram” é curtida no Instagram do lojista, este já é automaticamente adicionado ao carrinho de compras localizado no site do Shopgram. Caso o vendedor já tenha um relacionamento com o cliente pode também enviar um link do produto já no checkout para o WhatsApp do comprador. Nesse contato o consumidor irá encontrar diversas fotos e descrição da peça, descobrir o frete que será cobrado e as opções de pagamento.

Os usuários da plataforma contam ainda um painel no site para controle de estoque e análise das vendas.

Pelo serviço, o Shopgram cobra 2% sobre as transações.

“O mercado de vendedores pelo Instagram vem crescendo a cada dia. Por essa razão, enxergamos enorme potencial e necessidade de maior profissionalização nesse nicho”, diz Monteiro.

Em um mês de operação, o Shopgram reúne cerca de 150 vendedores. A meta é encerrar 2015 com 2,5 mil vendedores parceiros.

Fonte: Revista PEGN