• Outubro de 2017
Home / Notícias

Menino de 13 anos cria negócio de us$ 200 mil e vira o ceo mais jovem do mundo

Um e-commerce especializado em gravatas borboletas. Foi com esta simples ideia que Moziah Bridges, de apenas 13 anos, conseguiu virar um executivo bem-sucedido. A empresa Mo’s Bow, criada por ele em 2011, ou seja, aos 9, já vendeu mais de US$ 200 mil dólares em produtos.

O negócio de Bridge só cresceu mesmo no ano seguinte, depois que o menino participou do programa de TV americano Shark Tank, no qual pessoas comuns apresentam ideias de negócios e podem receber investimentos para viabilizá-la. Ao site Business Insider, o famoso empresário e investidor Daymond John, idealizador do programa, contou que, logo após a exibição, recebeu uma ligação de Karen Katz, presidente do Grupo Marcus Neiman.

O dono do e-commerce especializado em comercializar artigos de marcas de luxo, como Christian Louboutin e Prada, queria conhecer os produtos do menino prodígio e colocá-los a venda em sua rede. “As minhas marcas nunca chegaram ao Neiman Marcus, mas eles levaram uma criança de 12 anos para lá! Isso é um caso de aluno que ensina o professor”, brincou John, que dentre outros tipos de negócios, é dono da marca de bonés FUBU, avaliada em US$ 10 milhões.

Hoje, “Mo”, como é conhecido, ostenta o título de CEO mais jovem do mundo e conta com a ajuda da mãe, Tramica Morris, para tocar os negócios. "Mo pode ser o CEO da empresa, mas eu sou a CEO de Mo”, costuma brincar. A empresa já está com seis funcionários e continua recebendo ajuda de Daymond John, que se considera uma espécie de mentor do garoto. Apesar de já ter recebido várias propostas de investimento, o conselho é para que ele não aceite nada por enquanto.

E o que mais pode querer um CEO tão jovem? Quando perguntado sobre quais são os seus planos para o futuro, Mo afirma que espera chegar aos 20 anos com sua linha completa de roupas masculinas. Se depender de seu mentor, ele vai conseguir: “É um garoto incrível!”, elogia John.