• Outubro de 2017
Home / Notícias

Brasil 'supera média mundial' em compras por celular e tablet

O Brasil está à frente da média mundial no hábito de comprar pela internet usando um smartphone ou tablet, segundo um estudo do instituto de pesquisa Ipsos e da PayPal, uma das maiores empresas de pagamento online do mundo.

E o hábito cresce à medida que o uso de smartphones - que possibilitam esse tipo de transação - aumenta no país, afirma a pesquisa.

No Brasil, 34% dos participantes do estudo disseram ter pago por uma compra online com o celular ou tablet nos 12 meses anteriores. A média verificada em outros 22 países que fizeram parte da pesquisa ficou em 33%.

Foram ouvidas 17,5 mil pessoas, das quais 800 no Brasil, entre setembro e novembro do ano passado.

"Hoje estamos vendo uma série de comportamentos do mundo analógico migrando para o digital, especialmente para o celular, porque a tecnologia oferece uma experiência melhor, neste caso, para o consumidor", disse à BBC Brasil Renato Pelissaro, diretor de marketing da PayPal na América Latina.

"Veja, por exemplo, o que ocorreu com os táxis. Antes, você precisava ter dinheiro na carteira e ligar para um motorista conhecido ou para uma cooperativa ou ir para a rua. Hoje, você faz tudo, do pedido da corrida ao pagamento, pelo aplicativo no celular."

Conveniência

É justamente por apego aos aplicativos que os brasileiros consultados no estudo fazem compras online por celular ou tablet.

Para eles, esta é uma forma mais conveniente (43%) e rápida (35%) de pagar por suas compras.

Segundo o estudo, 61% das pessoas que compram na internet por meio de aparelhos móveis têm entre 18 e 34 anos.

No Brasil, as compras online por smartphones ou tablets totalizaram R$ 15,1 bilhões em 2014, o que representa pouco mais de um sexto do comércio eletrônico no país.

Mas os pagamentos online por meio de aparelhos móveis devem ganhar mercado, segundo prevê o estudo.

A expectativa é que cresça 46% entre 2013 e 2016, um ritmo 2,7 vezes mais rápido do que o índice esperado para o comércio eletrônico como um todo, de 17%.

Mais smartphones e tablets

Essas projeções são diretamente proporcionais ao crescimento do uso de smartphones e tablets no país.

Hoje, na América Latina, o Brasil lidera em número de usuários de tablets, com 19,9 milhões de pessoas, de acordo com estudo da consultoria eMarketer realizado em dezembro de 2014.

A previsão é de que o país ganhe mais 15 milhões de usuários de tablets neste ano.

Em termos de smartphones, o país tem a quinta maior base de aparelhos em uso no mundo, com 89,5 milhões de unidades, atrás da China, Estados Unidos, Índia e Indonésia, de acordo com informações da GSM Association, entidade que reúne operadoras de telefonia de todo o mundo.

"Hoje, os smartphones representam 50% dos celulares em uso no país, mas já são 85% das vendas", afirma Pelissaro.

"Por isso, estamos vemos este aumento expressivo nos pagamentos de compras online pelo celular. No celular normal, era praticamente impossível comprar desta forma."

Novas gerações

O pagamento online pelo celular também crescerá globalmente e de forma expressiva até 2016.

Em 2013, foram registrados US$ 102,1 bilhões nesta forma de pagamento. A expectativa é que, três anos depois, atinja US$ 210 bilhões, um aumento de 105%.

"Hoje, ainda temos um público mais jovem pagando pelo celular, porque é o segmento mais propenso a testar novas tecnologias. Mas, conforme isso se populariza, a tendência é que as pessoas vejam conhecidos e parentes usando esta forma de pagamento e decidam experimentar. Ao mesmo tempo, as próximas gerações crescerão numa sociedade onde pagar desta forma será natural", diz Pelissaro.

"Toda tecnologia tem um ponto de inflexão, em que ela se populariza e se massifica. Acreditamos que estamos chegando ao ponto de inflexão para os pagamentos pelo celular", diz Pelissaro.

Fonte: BBC Brasil