• Outubro de 2017
Home / Notícias

Promoções do varejo ajudaram vendas a subir em janeiro, diz o IBGE

Após um Natal fraco, as promoções para desencalhar os estoques favoreceram as vendas no varejo no mês de janeiro, segundo Juliana Vasconcellos, gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume vendido cresceu 0,8% em relação a dezembro, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Comércio.

"Até em dezembro, no final do ano, alguns setores já estavam entrando em promoção, porque as vendas não foram tão boas no Natal", explicou Juliana.

No entanto, ainda não é possível falar em recuperação no varejo, uma vez que o mês anterior vinha de um tombo de 2,6% nas vendas, ressaltou a pesquisadora. "Ainda não há recuperação não, até porque a media móvel ainda está caindo. Esse aumento de 0,8% (nas vendas em janeiro) ainda não foi suficiente para recuperar a queda de dezembro", explicou ela.

A média móvel trimestral do varejo, indicador que suaviza oscilações mais fortes e indica tendência, mostrou recuo de 0,1% em janeiro. O avanço nas vendas do mês foi impactado pelas liquidações nos setores de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (com expansão de 12,3%), móveis eletrodomésticos (2,4%), e tecidos, vestuários e calçados (1,3%).

"Equipamentos de informática oscila muito além de ser muito sensível ao consumo das famílias. É um setor que tem aí os artigos eletrônicos, que são sempre destaque no consumo das famílias, como tablets, telefones", disse ela. Outra atividade com impacto relevante foi a de artigos farmacêuticos, com expansão de 1,4%.

"Farmácia é consumo essencial. Tendo renda ou não, você tem de consumir medicamentos, e os preços estão favoráveis, crescendo abaixo da inflação. Os preços de artigos farmacêuticos aumentaram 6,8% em 12 meses até janeiro, contra uma alta de 7,1% na inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)", destacou a gerente do IBGE.

Fonte: AE