• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

SP: Tutores busca franqueados na Baixada Santista

A Tutores – rede de microfranquias especializada em educação multidisciplinar – busca interessados em abrir franquias nas cidades de Santos, São Vicente, Guarujá e Bertioga para atuarem com a marca. Líder no segmento de educação e com vários prêmios por excelência, a empresa ainda não conta com nenhuma unidade na região, e pretende abrir ainda este ano novas operações.

Segundo estudos do setor de franquias, publicados em 2014, as cidades da Baixada Santista têm atraído cada vez mais investidores, especialmente do mercado de franquias na região, por sua carência de profissionais qualificados. De acordo com Artur Hipólito, o mercado de microfranquias é uma ótima opção para quem quer abrir um negócio. “O segmento está em plena expansão e nossa intenção é aproveitar todo o potencial econômico da Baixada Santista para expandir a rede em locais nos quais ainda não atuamos”, afirma.

O modelo de negócio oferecido visa investimentos a partir de R$ 15 mil. Para quem quer abrir um negócio próprio, mas tem dúvida sobre qual setor deve investir, fica o conselho de Hipólito: “Cada vez mais o setor de serviços se torna necessário, porque com a nova formatação de vida corrida das famílias, fica inviável perder muito tempo cobrando e negociando com um profissional, que não cumpre prazos ou que ainda abandona o trabalho no meio. Por essa razão, o nicho tem ganhado tanto espaço no Brasil. O Grupo Zaiom, como franqueador, fornece toda a estrutura para o franqueado no que diz respeito às áreas de marketing, recursos humanos, jurídica, finanças, planejamento e organização. Se tornando a melhor opção para quem tem espírito empreendedor e gosta de desafios”, destaca.

Criada em 2009, a empresa nasceu após dificuldade dos sócios para suprir a demanda por profissionais qualificados em prestação de serviços na área educacional. Com experiência no segmento de franquias, Artur Hipólito, sócio fundador da empresa, usou seu conhecimento de mercado para criar um novo nicho, o de microfranquias de serviços, que caiu “como uma luva” para suprir as necessidades de um público que se servia quase que exclusivamente de profissionais informais, além de pequenos empreendedores, com vontade de terem seu próprio negócio, sem a necessidade de investimentos volumosos.

Devido à ausência de profissionais no mercado, o grupo cresceu significativamente e atualmente conta com mais de 130 empreendedores espalhados pelo Brasil atuando na área de reforço multidisciplinar.

Fonte: SEGS

Posts Recentes